A fatia de leão tem de ser das empresas

É o próprio governo que afirma e repete a necessidade de proteger as empresas para salvar o emprego e garantir a capacidade de recuperação da economia. Não há dúvidas no discurso - que os restantes partidos à esquerda continuam a rejeitar em nome de um Estado-todo-poderoso providenciador, omitindo que sem receita não há o que redistribuir e que o dinheiro público não tem geração espontânea, antes é retirado do bolso dos contribuintes. Mas se a mensagem é clara, os métodos não coincidem. Basta ver que a fatia de leão do Plano de Recuperação e Resiliência é adjudicada a programas e instrumentos públicos.

Adiar dívidas, sejam fiscais ou de créditos e rendas, através de moratórias, é importante quando estamos no olho do furacão, mas não pode ser caminho de longo prazo para sair do buraco. Bem se vê o estado a que chegaram as nossas empresas com a alavancagem muito além das suas possibilidades - e sabemos todos como isso acabou quando o sistema financeiro entrou em crise.

Se a prioridade é evidentemente evitar falências e o consequente desemprego e a pobreza, há que apostar na estrutura das companhias, empreender todos os esforços para tornar o tecido económico robusto e resiliente. E isso faz-se através da capitalização, com planos competitivos para atrair investimento estrangeiro ao país, com formas inteligentes de captar o interesse de quem tem planos sólidos de desenvolvimento - e com ele valorizar finalmente o talento que aqui temos, em vez de continuarmos a empurrá-lo para fora, em busca de melhores condições, evolução e desenvolvimento.

É preciso tornar Portugal interessante para quem pode aqui apostar. E não é com vinagre que se apanham moscas.

Made in Tech O DV tem novo podcast sobre como a tecnologia está a mudar o mundo, contando com contributos de quem mais sabe, de Margrethe Vestager a Celso Martinho ou Ricardo Reis>. Nesta semana, oiça a entrevista exclusiva a Rod Sims, o pai da corajosa lei que a Austrália criou para pôr Google e Facebook a financiar jornalismo de serviço público. Siga o podcast nas plataformas e em dinheirovivo.pt.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de