Aos pais que deixam os filhos na creche pela primeira vez

Ouvi dizer que hoje em dia não são os filhos que choram por ficar na escola, são os pais. Pais que sofrem por uma dor insuportável que estrangula o peito quando deixam os filhos na creche pela primeira vez. Pais que não aguentam o sofrimento e trazem as crianças de volta para casa ainda não passou meia hora desde o abandono, que não dormem de véspera, tal a angústia. Ora estes pais devem ser melhores pais do que eu alguma vez fui e, sem dúvida, pais muito mais sensíveis: os seis dias em que eu depositei as minhas seis crianças na creche foram seis dos dias mais felizes da minha vida. Foram raros os momentos em que experimentei tão grande sensação de liberdade, é o que vos tenho a confessar. E é por não querer guardar para mim o segredo de tal felicidade que vos dedico estas palavras.

Caros pais que choram, aqui vão algumas verdades universais que espero vos poderem ajudar a enxugar essas lágrimas. Primeira verdade: amigos, eles estão bem. Duvidam? Escolham outra creche. Segunda: nunca, mas nunca, tomem opções baseados no choro de uma criancinha de dois anos. Se não sabem porquê não continuem ler. Terceira verdade: as crianças são manipuladoras ou Deus não as tinha feito tão perfeitas, por isso desconfiem sempre dos beicinhos ou dos olhos caídos que vos fitam quando os deixam na creche. Quarta verdade: perguntar a uma criança se ela gostou é o mesmo que lhe pedir para ela fazer queixinhas. Não perguntem: têm dúvidas, perguntem aos adultos. Quinta verdade, se não conseguem estar longe do vosso filho de dois ou três anos mais de cinco horas, é porque deviam pedir ajuda. Não são eles, são vocês. Sexta verdade, o vosso filho gosta mais de brincar na creche do que com vocês, não pensem que o abandonaram: vocês apenas o soltaram. Sétima verdade, o vosso filho será mais esperto e equilibrado se brincar na creche com outras crianças e orientado por profissionais do que com o vosso telemóvel. Oitava verdade: não há melhor sítio do que as creches para as crianças tirarem as fraldas, comerem peixe sem birras, perceberem que não são o centro do mundo e aprenderem algumas regras. Nós, pais, somos manifestamente incompetentes nestas matérias. Nona verdade: eles não estão em sofrimento ou os educadores avisavam; os outros meninos não são inimigos que querem eliminar o vosso filho ou os educadores avisavam; vocês não são pais egoístas que abandonaram os filhos ou não existiam educadores. Não confiam nos educadores? Escolham outra creche. Décima verdade (porque seria estúpido acabar na nona): vocês ainda vão bradar aos céus por eles terem apenas um mês de férias. E as creches fecharem ao fim de semana. Acreditem.

Amigos pais que choram, as creches são vossas amigas e amigas dos vossos filhos. Ninguém vos quer mal e ninguém quer mal aos vossos filhos. Quanto mais felizes forem os vossos filhos nas creches, mais felizes ficam os educadores e os pais e mais prósperas as próprias creches. E vivem todos felizes para sempre. Quando o vosso filho vos agarrar tipo macaco, não chorem, peçam ajuda aos profissionais que estão lá para isso. E quando ele vos largar, vão trabalhar. É toda uma geração que vos agradece.

Aproveitem a ida do vosso filho para creche e cresçam com ele. Nunca é tarde.

Jurista

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de