Como fazer processos de onboard e partilha do espírito das empresas em teletrabalho?

Os processos de onboard são exemplo das muitas mudanças, pelas quais as empresas tiveram de passar. Se no passado este processo de acolhimento e integração era feito de forma presencial, actualmente a realidade é diferente e este momento passou a ser quase todo digital. Com o grau de importância que este processo assume em qualquer organização, torna-se imperativo que as empresas pensem em formas alternativas para motivar os seus colaboradores.

A estratégia passa, em grande parte, pelo online. Ferramentas como o Microsoft Teams, vieram permitir às empresas, trabalhar a comunicação de uma forma diferente. Esta e outras plataformas possibilitam ao manager da equipa manter o contacto frequente com o novo colaborador, ainda que de forma virtual e permitem até à própria equipa que possam fazer a tão importante sessão de boas-vindas, sem constrangimentos de distância. Mas não só! A equipa de recursos humanos continua a conseguir fazer o devido acolhimento e acompanhamento, através de uma vídeo chamada, um contacto telefónico ou envio de um KIT de boas-vindas para a morada do novo colaborador.

Nesta fase torna-se crucial que as empresas adotem novas estratégias na partilha de informação. Seja através de uma página da intranet, de uma videoconferência, de uma newsletter, de uma plataforma virtual de formação ou de um webinar, o importante é que o conhecimento não seja desperdiçado e que o mesmo circule entre a organização. Estas acções minimizam o impacto do distanciamento social no novo colaborador e contribuem para o seu desenvolvimento.

Temas como o networking não podem ser esquecidos, principalmente para quem inicia um novo percurso na organização. É inegável que a rede de contactos é um passo vital para o sucesso profissional e cabe à empresa proporcionar estes momentos às recentes integrações. O mentoring à distância, pode ser uma solução neste sentido, na medida em que o mentor pode apresentar a estrutura organizacional e as diferentes equipas e elementos estratégicos ao novo colaborador, bem como orientá-lo e guiá-lo no processo de consciencialização da missão e valores da empresa.
Também o espírito de equipa e os momentos mais informais de descontração, lazer e preocupação com o bem-estar físico e emocional dos colaboradores, podem e devem ser incentivados pelos responsáveis e equipas de liderança, através de estratégias criativas como um almoço de equipa virtual, uma aula de ioga online, uma teleconsulta de psicologia, um workshop de alimentação saudável live no instagram ou até um podcast semanal, disponibilizado no canal spotify da empresa.

Nesta fase que vivemos a comunicação eficiente, o feedback, a partilha e o alinhamento de expectativas são fundamentais num processo de onboard e na saúde de uma empresa. São várias as opções que as empresas têm, actualmente, à sua disposição, para evitar o isolamento social e levar a cultura do escritório até casa, basta conhecermos o nosso propósito, as necessidades dos nossos recursos humanos e o caminho que queremos seguir.

* HR Specialist da Kelly Services

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG