Milhares de judeus, milhões de investimento

Desde 2013, altura em que foi aprovada a Lei da Cidadania Portuguesa, Portugal recebeu mais de vinte mil descendentes de judeus expulsos de Portugal e Espanha. E o número está sempre a subir. A comunidade judaica em Portugal não para de crescer e só não é maior porque a pandemia colocou vários processos em suspenso.

Mas quem é esta comunidade crescente? São jovens, com formação e, na maior parte dos casos, com capital e vontade de investir num país apetecível como Portugal. É bem verdade que a comunidade judaica é mais do que um grupo de investidores. É uma comunidade com uma cultura rica e uma vida social e familiar vibrante. Mas é também uma comunidade que está a ajudar Portugal a crescer ainda mais.

Com ligações históricas e efetivas ao país, os judeus sefarditas entendem igualmente o momento positivo do país e a sua posição estratégica na Europa, procurando acrescentar valor à economia nacional, em áreas mais óbvias como o turismo, até a bens imobiliários, infraestruturas, indústrias médicas, entre outros setores.

Basta procurar provas deste movimento empreendedor nos jornais de Portugal. "Luso-israelitas querem investir 200 milhões até final de 2023", "Israelitas vão investir 70 milhões em Espinho e criar 150 empregos" ou "Israelitas com 250 milhões para investir em projetos imobiliários no Porto" são títulos de notícias recentes que mostram a relação win-win que caracteriza a relação entre a comunidade judaica e o país que a recebe. Além do claro potencial económico, o crescimento desta comunidade poderá contribuir para reforçar as ligações culturais e históricas entre duas nações com laços sólidos, numa oportunidade que não podemos ignorar.

A comunidade judaica em Portugal está a crescer de dia para dia e a esperança para o futuro é que cresça cada vez mais e que estes novos/velhos portugueses tenham o potencial para enriquecer a cultura do país, bem como continuar a fazer investimentos que contribuam para a inovação, criação de emprego e crescimento da economia.

Itay Mor, Presidente da Associação Judaica Over The Rainbow Portugal

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de