Opinião

Opinião. Enterrar os mortos e cuidar dos vivos

Fotografia: DR
Fotografia: DR

A frase “enterrar os mortos e cuidar dos vivos” resume o que o novo eixo legislativo, integrado no programa Capitalizar, pretende fazer

A expressão é forte. A frase “enterrar os mortos e cuidar dos vivos” é atribuída ao Marquês de Pombal, mas afinal, segundo os historiadores, terá sido proferida por D. Pedro de Almeida, Marquês de Alorna. Independentemente do autor, resume de forma simples o que o novo eixo legislativo, integrado no programa Capitalizar, pretende fazer. Na prática, foca-se em acelerar a morte de empresas que já estão moribundas e cujas processos só entopem os tribunais com papel, e em cuidar das empresas vivas, nos casos em que o coração ainda bate e há recuperação possível, tentando minorar a perda de valor para os credores e preservando postos de trabalho. Parece fácil, dito assim, mas não é.

Encurtar os prazos é tarefa hercúlea, se lembrarmos que há processos de PER – destinado a empresas em situação difícil ou de insolvência iminente – com uma demora de 5 meses e 9 dias e processos de insolvência que ficam pendentes em média 42 meses. O plano agora é acelerar tudo fora dos tribunais, recorrendo a mediadores acreditados pelo IAPMEI. É deste tema que trata a entrevista desta semana. O Dinheiro Vivo e a TSF juntaram à conversa, em estúdio, a ministra da Justiça e o ministro da Economia. Para ler aqui e ouvir na rádio, após as 13:00 de sábado. Sabendo que a demora da Justiça é um dos fatores que mais desincentiva os investidores estrangeiros a aplicarem o seu dinheiro em Portugal, o tema tem destaque na primeira página.

Importante para o país é também o turismo e na semana em que decorre a BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa (até amanhã), entrevistamos Stefano Saviotti que revela, em exclusivo, os planos de investimento e expansão do seu grupo hoteleiro, o D.Pedro. Um negócio que caminha cada vez mais para a era digital.
No mundo online, o grupo Global Media voltou a ser líder nacional em visitas online em fevereiro, segundo o Netscope, e o Dinheiro Vivo voltou a ultrapassar o concorrente O Jornal Económico em pageviews e em pageviews por visita o Dinheiro Vivo é líder. No mobile é também líder em pageviews, é o site de economia com mais páginas vistas por visitas nos smartphones.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Sede Caixa Geral de Depósitos, em Lisboa

As respostas da CGD sobre o plano de recapitalização

london-eye-778872_1280

Brexit. Empresas portuguesas já têm plano B

José Morgado, CEO do Montepio

Montepio reduz prejuízo para 86,5 milhões e promete lucros em 2017

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Opinião. Enterrar os mortos e cuidar dos vivos