Opinião

Os jovens que nos orgulham

Pedro Dominguinhos, presidente do CCISP
(Diana Quintela/Global Imagens)
Pedro Dominguinhos, presidente do CCISP (Diana Quintela/Global Imagens)

Assistimos nos últimos dias a um conjunto de manifestações e gritos de alerta por parte de milhões de jovens, um pouco por todo o mundo.

Este foi o grito do Ipiranga da chamada geração Instagram, que decidiu fazer ouvir a sua voz contra as agressões ao planeta, clamando por alterações nas políticas que os diversos governos e organizações levam a cabo, mas acima de tudo, por mudanças comportamentais nas práticas do dia-a-dia por parte de cada um de nós.

Muitas e muitos destes são adolescentes, outros tantos estudantes do ensino superior, mas acima de tudo são jovens com uma vontade férrea de mudar o mundo em que vivemos e que, acima de tudo, simbolizam uma tendência, mais do que uma moda, em prol da sustentabilidade.

As Instituições de Ensino Superior Politécnicas têm promovido estratégias em proveito da sustentabilidade ancoradas em ações concretas, das quais destacamos a promoção da eficiência energéticas dos seus edifícios, através de várias candidaturas aprovadas no âmbito do programa PO SEUR, a promoção da mobilidade suave nos seus campus, com aquisição de carros elétricos e híbridos, a instalação de postos de carregamento para veículos elétricos, a disponibilização de bicicletas para a comunidade, quer através do programa U-Bike quer através de iniciativas próprias em estreita articulação com as Associações Académicas, a eliminação gradual dos plásticos nos refeitórios, reuniões e bares, a separação de resíduos e ainda o desenvolvimento da educação ambiental junto das suas comunidades, refletindo-se na conquista da bandeira de Eco-Escolas por parte de vários Politécnicos.

Como referiu o secretário-geral das Nações Unidades, António Guterres, vivemos um período de emergência climática, que nos obriga a atuar. O arranque do ano letivo no Ensino Superior é, por si só, um momento de mudança na vida de mais de 70 mil jovens. É um processo de crescimento e de transformação, guiado por docentes e por colegas, na procura de concretização de sonhos. Transformação não apenas ao nível dos conhecimentos e das competências, mas também na formação de melhores seres humanos que sejam responsáveis por construir um mundo melhor.

A Federação Nacional das Associações de Estudantes do Ensino Superior Politécnico, em estreita cooperação com o Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos, criou o programa Intregra-te, destinado a acolher os novos estudantes que ingressam no ensino superior, reconhecendo que este é um momento essencial para promover uma integração de sucesso no ensino superior. O programa tem como objetivos:

— Criar um movimento nacional no Ensino Superior para as causas sociais e de sustentabilidade ambiental;

— Promover o trabalho de grupo e as dinâmicas de grupo entre os novos estudantes no Ensino Superior;

— Consciencializar todos os Intervenientes do Ensino Superior para a importância de uma forte participação em sociedade;

— Fomentar a responsabilidade social e o dever cívico;

— Criar interação e proximidade entre as instituições, os estudantes e a comunidade envolvente.

O programa materializa-se em ações de integração dos novos estudantes, com a sua participação ativa, como a recolha do lixo no estuário do Sado em Setúbal, reflorestação das áreas ardidas em Castelo Branco, limpeza da cidade em Portalegre, recolha de bens alimentares em Bragança, dádiva de sangue em Coimbra, música nos hospitais em Lisboa ou recolha e reciclagem de beatas na capital, apenas para citar alguns exemplos.

Pretendem-se, desta forma, educar para valores societais alinhados com os objetivos do desenvolvimento sustentável das Nações Unidas, ao mesmo tempo que se promove uma integração para a cidadania no Ensino Superior. Este movimento ancora-se na necessidade de os estudantes promoverem atividades que evitem situações não desejáveis e que devem ser condenadas nas praxes académicas e que têm dados bons frutos, na medida em que as queixas junto da Direção-Geral do Ensino Superior têm diminuído ao longo dos anos.

Estamos na presença de jovens que querem ter uma voz ativa na construção de um mundo mais sustentável e mais inclusivo. Sejamos nós capazes de estar à altura das suas ambições, da sua energia e da sua utopia.

Pedro Dominguinhos é presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
António Costa, primeiro-ministro. ( Pedro Granadeiro / Global Imagens )

Conheça a composição do novo Governo de António Costa

António Costa, primeiro-ministro. ( Pedro Granadeiro / Global Imagens )

Conheça a composição do novo Governo de António Costa

O primeiro-ministro, António Costa, e o ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: MÁRIO CRUZ/LUSA

Centeno adia esboço orçamental de 2020 até quarta de manhã

Outros conteúdos GMG
Os jovens que nos orgulham