Transforme a curiosidade em consumidores nesta Peak Season

Os hábitos de compra mudaram nos últimos três anos. As pessoas que estavam relutantes em comprar online foram forçadas a fazê-lo e acabaram por adoptar este hábito. E hoje, mais shoppers voltaram às lojas físicas num nível até mais alto que o da pré-pandemia, sem, no entanto, diminuir o uso do digital. Simplificando, os compradores estão a ser mais intencionais nas suas compras e o preço deixou de ser a única coisa a considerar. Uma experiência uniforme entre canais e personalizada para as necessidades únicas do shopper é cada vez mais importante.

Isto acontece porque o shopper de hoje valoriza a capacidade de comprar sem dificuldade em qualquer canal, sempre que for conveniente, seja online ou offline, dentro da loja ou no exterior. Falamos de um consumidor omnicanal que compra onde quer, quando quer, e como quer. Vimos estes primeiros sinais há um ano nos Estados Unidos, na última "Peak Season", com 54% dos compradores a usar cinco ou mais canais, como plataformas de vídeo e de social media para compras ao longo de um período de dois dias (Google/Ipsos, Holiday Shopping Study, Outubro 2021 - Janeiro 2022).

E o que significa isto para os retalhistas nesta época de compras? Precisamos repensar as teorias. Abaixo algumas das minhas recomendações para os retalhistas satisfazerem os consumidores omnicanal na temporada de compras em curso:

Estejam presentes durante toda a jornada de compra para assegurar a presença a marca e a qualidade do produto. O Google é uma ferramenta fundamental na jornada de compras, com 87% dos consumidores desta época de compras - entre os países analisados - a utilizarem o Google como um recurso de shopping (Google/Ipsos, Holiday Shopping Study - Outubro 2021 - Janeiro 2022) e 64% a utilizarem o Google para "descoberta e inspiração". Em Portugal, 59% dos portugueses usam informações em canais digitais no processo de compra (Google Consumer Survey Portugal - Junho 2022). Uma coisa é clara: os shoppers não querem sacrificar o valor pelo custo e, como estes shoppers passam mais tempo a pesquisar os melhores produtos e ofertas, a mensagem mais útil que os shoppers desejam das marcas é que comuniquem a qualidade de um item (46%) e ofertas/promoções (45%) para validar a compra (Google Ipsos Consumer Continuous - Julho 7-10, 2022) à medida que exploram as opções de compra.

Reforcem a confiança onde é mais relevante. O vídeo pode ajudar as marcas a oferecer experiências relevantes e personalizadas para comunicar a marca do retalhista e o valor do produto, quer o shopper omnicanal esteja a ver um shopping haul ou a sugestão de presentes do seu criador favorito para esta temporada de compras. Um estudo recente nos Estados Unidos da TalkShoppe revelou que ter informações confiáveis e de confiança nas compras é mais importante do que nunca para os shoppers. E os shoppers mostram ter mais confiança nos produtos que encontram no YouTube, com os entrevistados neste estudo a classificar o YouTube em primeiro lugar face a outros serviços de vídeo e plataformas de social media quando se trata de encontrar informações honestas e detalhadas (Google/TalkShoppe, Social Commerce and Video Shopping Study, US, 7/25/22-8/3/22). Por exemplo, Michael Kors colaborou com o YouTube BrandConnect para amplificar a mensagem da campanha #AccessItAll de uma forma autêntica através da lente de criadores relevantes. Isto resultou num acréscimo de 63% no reconhecimento e de 45% na intenção de compra do seu relógio MKGO.

Ofereçam opções de compra flexíveis. À medida que nos aproximamos do fim do prazo em que os retalhistas conseguem garantir a entrega em tempo útil, torna-se ainda mais importante apresentar todas as opções de compra disponíveis. Pesquisas com as palavras "loja aberta" cresceram globalmente mais de 400% (YoY) - (Google Data, Global, 22 Março/ 22 Maio 2022 vs 2021). Os omni shoppers deste período de compras estão a pesquisar e à procura de inspiração online e offline e em várias categorias de retalho. Só nos Estados Unidos, as pessoas estão a comprar em sete categorias num período de dois dias (Google/Ipsos, Shopping Tracker, online survey. US. Fevereiro. 2022). Isto significa que, para cada shopper, a inspiração de compra pode surgir a qualquer hora e em qualquer lugar e, por isso, os retalhistas devem garantir que estão presentes e com a as opções de compra certas.

Captem a procura do consumidor em todos os canais com Automação. A automação irá criar eficiências em toda a jornada do cliente, em todos os canais, para proporcionar resultados de negócio significativos nesta temporada de compras e para além dela. Verificamos que retalhistas que utilizam automação e medição avançada nas suas campanhas, conseguem um aumento médio da receita na ordem dos 15%, o que torna este um componente crítico para qualquer plano para este período do ano. Veja o exemplo da Ulta Beauty. Parte da sua estratégia digital para chegar aos compradores é usar automação. Desde o lançamento do Performance Max, registaram um aumento de 20% no retorno sobre o investimento em publicidade face às campanhas existentes. Este tipo de campanhas, ajuda a encontrar a combinação certa do inventário e de formatos nos diversos canais de publicidade do Google para ajudar a aumentar as vendas on-line e na loja física.

(Nota: o autor escreve segundo o Antigo Acordo Ortográfico)

Nuno Pimenta, senior Industry head Retail Google Portugal

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de