Um Lamborghini para quando?

Em 2013, um membro do fórum digital 4chan publicou um post na sequência da compra que fez de um Lamborghini Gallardo com os lucros do investimento em bitcoins. Na altura pagou pelo luxuoso carro 216 bitcoins.

Esta história tornou-se viral nas comunidades online, passando a expressão When Lambo? - que se pode traduzir livremente por "um Lamborghini para quando?" - a estar associada ao sucesso dos investidores em criptomoedas. Muito mais do que tecnologia e finanças, ilustra o sonho de qualquer um deles: ganhar muito dinheiro em pouco tempo.

Esta história ganha um novo fôlego numa época em que a bitcoin conhece uma enorme valorização. Basta dizer que no passado mês de março registou máximos históricos, com uma cotação superior a 63 mil dólares por unidade, o que representa um crescimento de cerca de 1000% face a 2020.

São várias as razões que explicam esta valorização tão forte nos últimos tempos. Desde logo, porque um número crescente de instituições financeiras, onde se incluem a Paypal e o Bank of New York Mellon, tem manifestado a intenção de integrar a bitcoin nas suas operações. Depois, porque passou também a ser procurada por grandes investidores corporativos, como a Tesla, o que fez aumentar a confiança do público em geral nas criptomoedas.

Acresce que o forte incremento dos preços iniciado em 2020 coincidiu com o halving da bitcoin - isto é, a redução para metade da produção de novas moedas - uma situação que ocorre de quatro em quatro anos e que tende, só por si, a gerar um aumento da cotação. Por fim, num cenário de continuação de baixas taxas de juro, o investimento em ativos com forte potencial de valorização, sem prejuízo da sua enorme volatilidade, tem atraído a atenção de muitos investidores.

Mas será que as nossas carteiras de ativos devem passar a integrar bitcoins? Após a sua cotação ultrapassar a barreira dos 60 mil dólares, a Autoridade Europeia dos Valores Mobiliários e dos Mercados lembrou que a maioria das criptomoedas não está regulamentada no espaço europeu. E, consequentemente, que os investidores devem ter consciência dos riscos associados à compra e manutenção em carteira desse tipo de ativos.

When Lambo? Será que vale a pena correr riscos para comprar o carro dos nossos sonhos? É que no meio desta história fantástica há aqui um facto que convém não esquecer: se fosse hoje, o "herói" desta história e membro do 4chan teria comprado, não um, mas sessenta e cinco Lamborghini Gallardo com as mesmas 216 bitcoins!

Numa época em que o investimento em bitcoins já é assunto de programas populares na TV, designadamente em Portugal, pergunta-se: não estará na altura de parar? Porque, como qualquer investidor financeiro sabe (e sem qualquer preconceito contra as muitas e fantásticas Marias do nosso País), "quando a Dona Maria entra no mercado financeiro especulativo, está na altura de sair..."

Ana Brochado, professora do ISCTE

Carlos Brito, vice-reitor da Universidade Portucalense

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de