aviação

easyJet avança com oferta pela italiana Alitalia

Johan Lundgren, presidente da Comissão Executiva da easyJet.
Johan Lundgren, presidente da Comissão Executiva da easyJet.

São agora três os interessados em comprar a companhia aérea italiana Alitalia, que declarou insolvência no ano passado.

A easyJet entrou na lista de pretendentes à compra da companhia aérea italiana Alitalia, juntando-se, assim, à Delta Airlines e à empresa ferroviária Ferrovie dello Stato, confirmou hoje fonte oficial da transportadora ao Dinheiro Vivo. A companhia aérea de baixo custo já tinha manifestado interesse, mas não era certo se iria apresentar uma proposta de aquisição.

Os interessados pela Alitalia, detida em 49% pela Etihad Airways, tinham inicialmente até 30 de abril deste ano para manifestarem interesse, mas o prazo foi alargado até 31 de outubro.

“A easyJet submeteu ontem [dia 1 de novembro] uma manifestação de interesse revista numa Alitalia reestruturada. Esta declaração, em resposta ao anúncio do interesse de venda por parte do novo governo italiano, vai de encontro à estratégia da easyJet, delineada para aquele país”, referiu a low-cost britânica.

Segundo a mesma fonte, “dada a natureza do processo, o seu conteúdo está sujeito a confidencialidade”. E, sublinha: “Não existem ainda quaisquer certezas de uma possível transação no futuro”.

Nos últimos meses, a irlandesa Ryanair, a alemã Lufthansa e a húngara Wizz Air chegaram a figurar entre os interessados pela Alitalia, mas abandonaram os planos.

A Alitalia declarou falência em 2017 por falta de liquidez. A estrutura acionista da transportadora italiana é composta pela companhia aérea Ethiad, dos Emiratos Árabes Unidos (49%), e por uma sociedade que detém os outros 51% do capital, que é dominada pelos bancos Intesa Sanpaolo (32,01%) e Unicredit (32,67%).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
5D5BF6F7-69DF-4F33-9B33-A8FE9E3B1547

O fim dos concessionários? Na era digital, por cá ainda se compra o carro no stand

O presidente da China, Xi Jinping, fez uma visita de Estado a Portugal no final de 2018. Fotografia: Filipe Amorim/Global Imagens

Angola e China arrastam exportações portuguesas. Alemanha e Itália ainda não

( Jorge Amaral/Global Imagens )

Preços das consultas da ADSE ainda em aberto

Outros conteúdos GMG
easyJet avança com oferta pela italiana Alitalia