banca

Bernardo Meyrelles troca Deutsche por banca privada no EFG

Bernardo Meyrelles
Bernardo Meyrelles

Banqueiro vai liderar banco especializado em gestão de investimentos e fortunas.

Há sete anos à frente do Deutsche Bank Portugal e depois de 14 na instituição, Bernardo Meyrelles foi hoje anunciado como líder do EFG Bank, passando assim a conduzir a nova sucursal do banco suíço em Lisboa, com o objetivo de “reforçar o negócio de private banking no país em conformidade com o seu plano estratégico para 2019-2020″.

A EFG International iniciou formalmente as suas operações em Portugal a 1 de setembro, contando com Bernardo Meyrelles do Souto, de 51 anos, como o novo country head (responsável nacional), “com efeitos imediatos”.

Com esta nomeação a EFG “prossegue a sua estratégia a longo prazo de desenvolvimento e expansão da sua presença em Portugal para além da sede em Lisboa, com o intuito de reforçar a sua pegada no sul da Europa, um mercado estratégico fundamental para o banco”, justifica a instituição. Enquanto country head Portugal, Bernardo Meyrelles “liderará a iniciativa de crescimento da EFG para o negócio de private banking em Portugal. Centrar-se-á, concretamente, na introdução do modelo característico de CRO (gestores de clientes) do banco e nas suas soluções abrangentes de gestão de investimentos e de fortunas, tirando partido das capacidades globais da EFG em matéria de soluções de investimento”.

“O arranque das nossas operações em Portugal assinala um importante marco na estratégia de reforço da nossa pegada no sul da Europa. Para continuar a desenvolver e expandir a nossa presença no país no âmbito dessa estratégia, temos o prazer de receber Bernardo Meyrelles na EFG. Com a sua longa experiência e vastos conhecimentos no setor dos serviços financeiros, estou convencido de que desempenhará um papel central”, justifica Adrian Kyriazi, diretor para a região da Europa continental da EFG International.

No seu novo cargo, o banqueiro português responderá diretamente perante Lena Lascari, CEO do EFG Bank S.A., continuando Pedro Rego, que “lançou com êxito as atividades do banco em Portugal” a desempenhar funções de representante de sucursal, reportando a Bernardo Meyrelles.

O banqueiro abandonou neste verão o Deutsche Bank, onde desempenhou as funções de chief country officer para Portugal (administrador delegado) entre 2012 e 2019, tendo antes (desde 2005) ocupado a cadeira de branch manager e head of private banking & business clients (administrador e responsável de private banking e clientes empresariais) em Portugal. Antes disso, passou pelo Santander (head of business management & development for private banking, retail & life insurance), reunindo já “uma vasta experiência no setor dos serviços financeiros e um historial comprovado na construção de franchises de sucesso na área do private banking.

Licenciado em Engenharia do Instituto Superior Técnico de Lisboa, com um MBA da Universidade Católica Portuguesa de Lisboa.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
7. Aeroporto de Londres Heathrow

Oficial. Portugal fora do corredor turístico do Reino Unido

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Decisão do Reino Unido é “absurda”, “errada” e “desapontante”, diz Santos Silva

O primeiro ministro, António Costa.     MANUEL DE ALMEIDA / POOL/LUSA

António Costa admite despedimentos na TAP com menos rotas e aviões

Bernardo Meyrelles troca Deutsche por banca privada no EFG