reformas

Dois milhões de pensionistas com novo aumento a partir do dia 10

Fotografia: JOSÉ COELHO/LUSA
Fotografia: JOSÉ COELHO/LUSA

São quase dois milhões os pensionistas que a partir deste mês terão um novo aumento no valor das pensões. Cartas vão explicar subida.

Os pensionistas que em janeiro viram as suas reformas subir entre cerca de 1 e 3,15 euros irão receber um novo aumento a partir deste mês. Porque é em agosto que entra em vigor a medida que procede a uma subida extraordinária que, no total, chegará aos 10 ou aos seis euros.

Este é o resultado prático da subida extraordinária desenhada para chegar aos pensionistas que recebem um valor de pensões até 1,5 Indexantes de Apoios Sociais (IAS), ou seja, 631,98 euros. Esta nova atualização vai abranger 1 994 990 pessoas, segundo os dados do Ministério do Trabalho e da Segurança Social, e fará com que em agosto este conjunto de pessoas receba cerca de mais 13 milhões de euros do que o valor pago nos meses anteriores.

Cada um destes pensionistas receberão entretanto uma carta a explicar-lhe o novo aumento, nomeadamente dando conta de que este opera por pessoa e não por pensão e que no total ascenderá aos 10 ou seis euros.

A missiva, que começa a ser enviada a partir desta terça-feira, aproveita ainda para referir que a Segurança Social vai uniformizar os procedimentos de pagamento das pensões “através da utilização de um único meio de pagamento”. Esta questão é relevante para quem recebe mais do que uma reforma de formas distintas (vale do correio ou transferência bancária ou em contas bancárias diferentes), sendo pedido ao beneficiário que opte por um único meio de pagamento e informe o Centro Nacional de Pensões da sua escolha.

O pensionista tem 60 dias para fazer esta opção. Caso não a exerça, “será usada preferencialmente a transferência bancária”, acrescenta a carta, a que o Dinheiro Vivo teve acesso.

O aumento até 10 euros subtrai o valor que resultou da atualização verificada no início do ano (e que foi calculado com base na inflação, de 0,5%), e aplica-se às pessoas com a reformas congelada entre 2011 e 2015. Já os que, neste período foram aumentados terão agora uma subida de seis euros.

Esta atualização extraordinária abrange os pensionistas por velhice, invalidez ou sobrevivência do Centro Nacional de Pensões, cujas reformas começam a ser pagas dia 10, e os da Caixa Geral de Aposentações (que recebem a pensão habitualmente ao dia 19 de cada mês ou no dia útil imediatamente anterior, que em agosto será dia 18).

A lei que determina o mecanismo de atualização das pensões esteve suspensa nos últimos anos, mas foi reativada em 2016. Este ano, o governo manteve o aumento, tendo alterado o mecanismo para que a subida em linha com a inflação passe a incluir todas as reformas até 2 IAS e não 1,5 como sucedia anteriormente.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
coronavirus lay-off trabalho emprego desemprego

Empresas com quebras de 25% vão poder pedir apoio à retoma

Lisboa,  29/09/2020 - Ursula Von der Leyen, Presidente da Comissão Europeia.
(Paulo Alexandrino/Global Imagens)

“Temos de ser cuidadosos em relação à dívida, no longo prazo ela terá de descer”

ANTONIO COTRIM/ LUSA

Governo aposta no clima e competências para recuperação – mas sem empréstimos

Dois milhões de pensionistas com novo aumento a partir do dia 10