transportes

Espanha junta-se aos países que querem proibir carros a combustão

(REUTERS/Willy Kurniawan)
(REUTERS/Willy Kurniawan)

Vários países preparam-se para proibir veículos com emissões de dióxido de carbono nas próximas décadas para garantir cumprimento do Acordo de Paris.

Espanha é o mais recente país a anunciar a proibição da venda de carros novos a combustão nas próximas décadas. A partir de 2040, não poderão ser comprados automóveis novos a gasolina, gasóleo ou mesmo híbridos ligeiros de passageiros e comerciais que libertem emissões de dióxido de carbono. E a partir de 2050 não será possível circular com automóveis ligeiros poluentes. Os planos foram revelados esta terça-feira pelo Ministério da Transição Energética em encontra com a imprensa espanhola.

O Governo de Pedro Sánchez, para garantir o cumprimento do Acordo de Paris, pretende promover a completa “descarbonização” da economia espanhola na segunda metade do século XXI, refere o jornal Expansión.

Nos municípios com mais de 50 mil habitantes, o executivo espanhol quer que existam “zonas de baixas emissões” antes de 2023. Também serão estudada a criação de impostos para que os veículos pesados de mercadorias possam usar determinadas infraestruturas. Nos postos de abastecimento, será obrigatória a instalação de pontos de carregamento em diferentes prazos e em função do seu volume de vendas.

Leia aqui: Estado e empresas investem para uma economia mais verde

Espanha vai ainda mais longe no combate aos combustíveis fósseis: serão proibidas novas autorizações para atividades de exploração petrolífera e ainda atividades de fracking (extração de hidrocarbonetos).

Há vários países que estão a implementar medidas que vão mudar radicalmente o mercado automóvel nas próximas décadas. Em Portugal, todos os veículos novos vendidos a partir de 2040 não poderão libertar emissões de carbono, tal como irá acontecer no Reino Unido. Mais cedo do que isso, em 2030, será proibida a venda destes automóveis na Holanda, Irlanda e Índia. Mas em 2025, na Noruega, será impossível encontrar um carro novo à venda que seja movido a gasolina ou gasóleo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Mário Centeno 
(EPA-EFE/PATRICIA DE MELO MOREIRA)

Lentidão nos reembolsos fazem disparar IRS em plena crise

Fotografia: José Sena Goulão/Lusa

Costa. Plano de rotas da TAP “não tem credibilidade”

portugal covid 19 coronavirus

1342 mortos e 31007 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Espanha junta-se aos países que querem proibir carros a combustão