Justiça

FPF abre inquérito a alegada corrupção do Benfica

23 - SL Benfica _ foto - slbenfica.pt

Confirmação surgiu esta quinta-feira, depois do Ministério Público também ter confirmado a abertura de um inquérito

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol vai abrir um inquérito para investigar os alegados atos de corrupção do Benfica, que envolvem árbitros e comunicações suspeitas por e-mail.

A abertura do inquérito foi confirmada pelo Conselho de Disciplina, em publicação esta quinta-feira no iste da FPF. “Instaurado processo de inquérito, por decisão do presidente do Conselho de Disciplina, de 8 de Junho de 2017, tendo por base declarações e notícias relacionadas com denúncias de eventuais actos de corrupção”, lê-se no documento.

Assim, o órgão de justiça desportiva vai avançar com a investigação do caso, um dia depois do Ministério Público também ter confirmado a instauração de um inquérito no DIAP na sequência de uma denúncia anónima.

A denúncia foi feita na terça-feira, no Porto Canal, pelo director de comunicação do Porto, Francisco J. Marques, revelou uma troca de e-mails entre o antigo árbitro Adão Mendes e o atual diretor de conteúdos da Benfica TV, Pedro Guerra.

O Benfica reagiu quarta feita, a “repudiar de forma veemente” o que definiu como “absurdas insinuações” do Porto. Esta quinta-feira o diretor de comunicação do Benfica, Luís Bernardo, disse à TSF que se congratula com a abertura de todos os inquéritos que possam ocorrer por parte do Ministério Público ou da Federação Portuguesa de Futebol, de modo a esclarecer todas as questões relativas às acusações do clube rival.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

Página inicial

Paulo Macedo presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos
(Orlando Almeida / Global Imagens)

Centeno dá bónus de 655 297 euros à administração da CGD

Outros conteúdos GMG
FPF abre inquérito a alegada corrupção do Benfica