baselworld

5 mil euros para árbitros tomarem decisões no Mundial da Rússia

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

A maior feira de relógios está a decorrer em Basileia (Suíça) e nos swartwatches há um Hublot feito de propósito para os árbitros do Mundial 2018.

Chama-se Baselworld 2018 e é a maior feira de relógios e joalharia do mundo. E qual é o relógio mais vendido do mundo? De acordo com Tim Cook, CEO da Apple, é o Apple Watch. Um smartwatch, portanto.

O líder da empresa de tecnologia anunciou ao mundo que superou a Rolex no seu próprio jogo em setembro passado – estima-se que pode ter chegado quase aos 18 milhões de unidades vendidas em 2017. Curiosamente, a Apple também também disse nessa altura que o seu smartwatch é o monitor de batimentos cardíacos mais usado no mundo.

Neste contexto, os smartwatches no Baselworld tiveram um palco privilegiado. Nesta fotogaleria (pode ver por cima) não faltam opções variadas, selecionadas pela TechRadar, mas há uma que se destaca: o Hublot Big Bang Referee 2018 FIFA World Cup Russia (um nome bem comprido).

5 mil euros para árbitro ver

A Hublot juntou-se à Intel, Google e FIFA para criar o smartwatch que os árbitros vão usar durante o Mundial 2018 e, na verdade, foi o relógio mais badalado do evento na Suíça. O primeiro smartwatch a já usar o nome Wear OS, da Google, vai dar notificações aos árbitros se foi ou não golo, ou melhor, se a bola transpôs por completo a linha de baliza.

Os interessados vão poder comprar este smartwatch – sem a tecnologia da linha de baliza – por cerca de 4500 euros. O resultado é um relógio sólido, luxuoso e com semelhanças ao Tag Heuer Connected Watch, o primeiro swartwatch da marca.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

1400 empresas já pediram para aderir ao novo lay-off, apoios só a 28 de abril

Antonoaldo Neves, presidente executivo da TAP. Fotografia: Adelino Meireles/Global Imagens

TAP também vai avançar com pedido de layoff

Veículos da GNR durante uma operação stop de sensibilização para o cumprimento do dever geral de isolamento, na Autoestrada A1 nas portagens dos Carvalhos/Grijó no sentido Sul/Norte, Vila Nova de Gaia, 29 de março de 2020. MANUEL FERNANDO ARAÚJO/LUSA

Mais de 80 detidos e 1565 estabelecimentos fechados

5 mil euros para árbitros tomarem decisões no Mundial da Rússia