segurança

Google garante proteção contra fraquezas detetadas pela CIA

Métodos de espionagem da CIA voltam a causar polémica nos Estados Unidos por causa das revelações da Wikileaks. Fotografia: EPA/DENNIS BRACK
Métodos de espionagem da CIA voltam a causar polémica nos Estados Unidos por causa das revelações da Wikileaks. Fotografia: EPA/DENNIS BRACK

A WikiLeaks revelou na passada terça-feira mais de 8 mil documentos confidenciais da CIA, em que são explicadas várias táticas de espionagem e hacking

A Google garante que o sistema Android e o browser Chrome estão suficientemente protegidos contra algumas das fraquezas que poderão ter sido detetadas pela CIA durante alegados programas de vigilância clandestinos revelados pela organização Wikileaks na terça-feira.

“Depois de termos avaliado os documentos, acreditamos que as atualizações de segurança e proteções quer do Chrome quer do Android já protegem os utilizadores de muitas das alegadas vulnerabilidades. A nossa análise está a decorrer e implementaremos proteções adicionais se tal for necessário”, adiantou Heather Adkins, diretor de segurança de informação e de privacidade da Google em comunicado citado pelo portal Recode.

A WikiLeaks revelou na passada terça-feira mais de 8 mil documentos confidenciais da CIA, em que são explicadas várias táticas de espionagem e hacking (pirataria informática) que a agência de segurança norte-americana alegadamente terá utilizado em 2013. Entre as alegações, foi destacada por todo o mundo a possível capacidade de a CIA conseguir iludir a segurança de smartphones e televisões para efeitos de espionagem.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Presidente do Conselho de Finanças Públicas (CFP), Nazaré da Costa Cabral. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Linhas de crédito anti-covid ainda podem vir a pesar muito nas contas públicas

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. FILIPE FARINHA/LUSA

Marcelo promulga descida do IVA da luz consoante consumos

Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens

Apoio a rendas rejeitado devido a “falha” eletrónica

Google garante proteção contra fraquezas detetadas pela CIA