Tecnologia

Como receber alertas de acidentes no Google Maps

Google Maps

A Google está dar à sua aplicação de GPS, a Maps, novas funcionalidades para dar aos condutores a hipótese de lançar alertas de acidentes e fins.

O app de navegação da Google está cada vez mais completa, aproveitando cada vez mais o serviço (e app) Waze, que a gigante tecnológica comprou em 2013. O Google Maps está a ‘pedir emprestado’ cada vez mais dos recursos do Waze para oferecer dar aos utilizadores novas funções.

A novidade no Google Maps é que os próprios condutores podem servir de base para a informação de trânsito em tempo real estar cada mais exata, à semelhança do que a Waze já faz há algum tempo, já que permite ao utilizador reportar engarrafamentos do ponto em que está. Essa funcionalidade é o que tem distinguido a app Waze com informação fidedigna e soluções alternativas para fugir ao trânsito.

Leia mais | À boleia de um autocarro autónomo no gelo finlandês

Google Maps

Quando chega?

Pode não se imediato. Como é habitual, a Google, que tem mais de dois mil milhões de utilizadores do Maps, vai introduzir a funcionalidade aos poucos. Ficará, assim, ativa, a possibilidade de enviar relatórios sobre radares de velocidade que virmos na estrada, a possibilidade de reportar um acidente na estrada, isto além das informações de trânsito em tempo real que já existia. Haverá, assim, um novo botão para reportar o que se passa na estrada, incluindo para indicar o tráfego está lento em determinada zona.

Agora, um terceiro botão permite informar sobre os engarrafamentos em tempo real. Os dados podem não ser tão imediatos quanto se vê no Waze, que usa a velocidade do carro para perceber se o trânsito está lento ou não, sem ser preciso ao utilizador estar a reportar na aplicação diretamente. No caso do Google Maps, vai-se confiar mais na honestidade do condutor em reportar os engarrafamentos.

Leia também | Testámos um caderno em papel que também é digital. O futuro chegou

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Manuel Fernando Araújo/LUSA

Lesados do BES/Banif: 3.594 pedidos de recuperação de créditos podem avançar

(Amin Chaar / Global Imagens)

CTT vai distribuir entregas urgentes da Revolut em Portugal e Espanha

Os grupos retalhistas têm planos de novas aberturas para o próximo ano. Foto: D.R.

Em dois anos abriram em Portugal quase 300 supermercados

Outros conteúdos GMG
Como receber alertas de acidentes no Google Maps