Governo ajusta critérios de elegibilidade de pequenos investimentos agrícolas do PDR 2020

O Governo efetuou ajustamentos aos critérios de elegibilidade e seleção das candidaturas aos apoios para pequenos investimentos na exploração agrícola e na transformação e comercialização de produtos agrícolas para garantir "maior eficiência" na operacionalização do Programa de Desenvolvimento Rural 2020.

O Governo efetuou ajustamentos aos critérios de elegibilidade e seleção das candidaturas aos apoios para pequenos investimentos na exploração agrícola e na transformação e comercialização de produtos agrícolas para garantir “maior eficiência” na operacionalização do Programa de Desenvolvimento Rural 2020.


De acordo com a portaria n.º 34/2018 hoje publicada em Diário da República, a alteração “resulta da reprogramação efetuada ao PDR [Programa de Desenvolvimento Rural] 2020” e “visa assegurar os ajustamentos necessários a uma maior eficiência na operacionalização” da medida n.º 3 — “Valorização da produção agrícola”.


Entre outras alterações à portaria, que entra em vigor na quinta-feira, para serem elegíveis os beneficiários devem ter “a situação tributária e contributiva regularizada perante a administração fiscal e a Segurança Social”, sendo que os candidatos aos apoios a pequenos investimentos na exploração agrícola devem ainda ser titulares da exploração agrícola, efetuar o respetivo registo no Sistema de Identificação Parcelar e ter um volume de negócios ou de pagamentos diretos cuja soma seja igual ou inferior a 100 mil euros no ano anterior ao da apresentação de candidaturas.


Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Trump Xi China

Trump ameaça Pequim e ordena às empresas: “saiam da China”

Emmanuel Macron, presidente francês. Fotografia: Direitos Reservados

Fogos na Amazónia: França e Irlanda ameaçam bloquear acordo com Mercosul

O ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, intervém durante uma conferência de imprensa para fazer o ponto de situação sobre a crise energética, no Ministério do Ambiente e da Transição Energética, em Lisboa, 13 de agosto de 2019. JOÃO RELVAS / LUSA

Ministro do Ambiente: “Há cada vez mais condições” para que greve não aconteça

Outros conteúdos GMG
Governo ajusta critérios de elegibilidade de pequenos investimentos agrícolas do PDR 2020