media

Governo britânico dá ‘luz verde’ à compra da Sky pela Fox

Fotografia: REUTERS/Toby Melville
Fotografia: REUTERS/Toby Melville

Está aberto o caminho a uma batalha no mercado de ações entre a Fox, a Disney e a Comcast pelo controlo da Sky.

O Governo britânico deu, esta quinta-feira, aval à tentativa de compra do grupo televisivo Sky pela americana 21st Century Fox, abrindo caminho a uma batalha no mercado de ações entre a Fox, a Disney e a Comcast pelo controlo da Sky.

O ministro da Cultura e Media, Jeremy Wright, confirmou em comunicado o anúncio do seu antecessor, Matt Hancock, que sugeriu em 19 de junho que o Governo britânico poderia dar ‘luz verde’.

A 21st Century Fox, gigante de media do magnata Rupert Murdoch, afirma estar empenhada em garantir o financiamento e a independência editorial do canal Sky News.

Na quarta-feira, a Fox anunciou em comunicado que subiu para 27.700 milhões de euros (32 mil milhões de dólares) a oferta de compra de 61% do capital da empresa britânica de televisão Sky, superando assim a oferta da rival Comcast.

A 21st Century Fox, em comunicado à Bolsa de Valores de Londres, precisou que a nova oferta é 12% superior à apresentada pela rival Cable Comcast e 30% mais do que a sua oferta inicial.

As autoridades britânicas já revelaram os receios de ser criado um monopólio no setor da comunicação social, já que Rupert Murdoch é dono de vários jornais no Reino Unido.

Em junho, o Governo britânico revelou que a Disney americana fez uma oferta para operar o canal de notícias britânico Sky News durante 15 anos se prosperasse a oferta da 21st Century Fox para o grupo Sky, o que atenderia aos pedidos dos reguladores do setor para salvaguardar a concorrência com uma separação desse canal.

Rupert Murdoch já tem no Reino Unido, através do grupo News Corp, os jornais The Times, The Sunday Times, The Sun e a rádio TalkSport.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças e presidente do Eurogrupo, Mário Centeno. 
(ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA)

Défice encolhe para os 576 milhões de euros até agosto

Pedro Marques, ministro do Planeamento e das Infraestruturas. Fotografia: Sara Matos / Global Imagens

“Não há ninguém condenado” no caso da compra da VEM

TDT

Anacom quer ver resolvidos problemas da TDT antes da migração para 5G

Outros conteúdos GMG
Governo britânico dá ‘luz verde’ à compra da Sky pela Fox