retalho

Lidl junto à Ikea de Loures abre portas a 13 de junho

Foto: Lidl (DR)
Foto: Lidl (DR)

Novo supermercado resulta de parceria inovadora entre Lidl e Ikea e procura reforçar a conveniência dos clientes.

A nova loja Lidl, inserida na zona comercial da Ikea de Loures, abre na quinta-feira, 13 de junho. A abertura da nova loja insere-se na estratégia de inovação da cadeia de supermercados alemã, que tem procurado potenciar o conceito de smartshopping.

O novo supermercado tem como objetivo reforçar o posicionamento de conveniência e acessibilidade das duas marcas, indica o Lidl em comunicado. A nova loja foi construída a pensar no ambiente, com equipamentos modernos de baixo consumo e iluminação LED.

Com uma área de 1.400 metros quadrados, a loja, a quinta do concelho de Loures, conta “com uma padaria, onde diariamente são disponibilizadas dezenas de variedades de pães e pastelaria, com uma máquina de corte do pão personalizado, assim como uma máquina de sumo de laranja natural”.

Em março, o diretor-geral do Lidl para a região de Lisboa, Alexis Latorre, disse ao Dinheiro Vivo que a cadeia alemã estava a preparar um plano de aberturas na Grande Lisboa no qual investiu 25 milhões de euros. “Neste ano temos previsto na Grande Lisboa abrir quatro lojas: no Ikea de Loures, no Bairro Azul, temos a intenção de abrir em Carnaxide, num antigo terreno da SIC, e nos Olivais Sul. Vamos garantir duas aberturas, com uma perspetiva de quatro”, avançou na altura.

“A nova loja Lidl, na Ikea Loures, permite que os nossos clientes poupem tempo, dedicando-o a outras tarefas, e que façam as suas compras mais comodamente, suprindo todas as necessidades para a casa numa só viagem ao Lidl. Posicionamo-nos sempre em locais de excelência, e como tal, esta parceria com a Ikea Loures é uma garantia de satisfação para quem visita a nossa loja”, afirma agora Alexis Latorre.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Assembleia da República. Fotografia: António Cotrim/Lusa

Gestores elegem medidas para o novo governo

Joana Valadares e a sócia, Teresa Madeira, decidiram avançar em 2015, depois do encerramento da empresa onde trabalhavam há 20 anos. Usaram o Montante Único para conseguir o capital necessário e a Mimobox arrancou em 2016. Já quadruplicaram o volume de negócios. (Foto cedida pelas retratadas)

Desempregados que criam negócios geram mais emprego

Salvador de Mello, CEO do grupo CUF (Artur Machado/Global Imagens)

CUF vai formar alunos médicos de universidade pública

Outros conteúdos GMG
Lidl junto à Ikea de Loures abre portas a 13 de junho