Mário Soares

Marcelo: “Mário Soares foi sempre um vencedor”

Homenagem a Mário Soares em julho de 2016. Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa com Mário Soares. Fotografia:  EPA/ANTONIO COTRIM
Homenagem a Mário Soares em julho de 2016. Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa com Mário Soares. Fotografia: EPA/ANTONIO COTRIM

"Como toda a personalidade de eleição, conheceu a glória e o revés, amores e desamores", lembrou Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, reagiu há minutos à morte de Mário Soares. Marcelo lembrou o antigo Chefe de Estado como um vencedor e considera que Mário Soares passa a ser um inspirador que vai travar um último combate: a liberdade.

“Resta a Mário Soares, como inspirador, travar o verdadeiro combate: pela duradoura liberdade da justiça. Este é o combate da imortalidade do seu legado. Iremos vencê-lo; por ele, nunca desistiremos, como Soares nunca desistiu de Portugal, da Europa e do mundo livre. Mário Soares foi sempre um vencedor”, referiu Marcelo Rebelo de Sousa em declaração à comunicação social.

Marcelo lembrou também a carreira de Mário Soares. “Como toda a personalidade de eleição, conheceu a glória e o revés, amores e desamores”. Isto passou pela defesa de Humberto Delgado, pela chegada a Santa Apolónia após o exílio em França, pela manifestação na Fonte Luminosa, o debate com Álvaro Cunhas, a chefia de Governo durante duas crises financeiras.

O atual chefe de Estado recordou também que Mário Soares sentiu o “calor irrepetível com os portugueses nas presidências abertas, o sonho de Timor Leste, a presença na manifestação contra a intervenção no Iraque, tudo em partilha com Maria de Jesus Barroso. O homem era sempre o mesmo. A causa a mesma: a liberdade.”

Mário Soares morreu este sábado aos 92 anos. Estava desde 13 de dezembro internado no hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Gustavo Bom / Global Imagens)

Sofia Tenreiro: “Estamos a captar os portugueses que não queremos que fujam”

O ministro do Trabalho e da Segurança Social, Vieira da Silva (C), ladeado por Ana Teresa Lehmann, secretária de Estado da Indústria (D), e Miguel Cabrita (E), secretário de Estado do Emprego, fala aos jornalistas no final da reunião com administração e Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa para discutirem um modelo de trabalho para o próximo ano, no Ministério do Trabalho e da Segurança Social, em Lisboa, 15 de dezembro ded 2017.  Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Autoeuropa. Governo dá luz verde a creches para destravar diálogo

Mário Centeno. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante

Fitch dá maior subida de rating de sempre a Portugal e coloca país no grupo da Itália

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Conteúdo TUI
Marcelo: “Mário Soares foi sempre um vencedor”