mário centeno

Mário Centeno eleito melhor ministro das Finanças de 2018 da Europa

Mário Centeno, ministro das Finanças. (Fotografia: Pedro Rocha/ Global Imagens)
Mário Centeno, ministro das Finanças. (Fotografia: Pedro Rocha/ Global Imagens)

Presidente do Eurogrupo foi distinguido como ministro das Finanças do ano por revista internacional financeira detida pelo Financial Times.

Mário Centeno foi eleito o melhor ministro das Finanças da Europa de 2018. A distinção foi anunciada esta quarta-feira pela revista The Banker, publicação dedicada aos assuntos internacionais que pertence ao grupo Financial Times. O governante português foi distinguido pelo seu papel nas negociações para a reforma da zona euro, como presidente do Eurogrupo, e ainda pelo trabalho desenvolvido como ministro das Finanças de Portugal.

“O ministro das Finanças português, Mário Centeno, pode recordar os seus primeiros 12 meses como presidente do Eurogrupo, com uma satisfação merecida. A maratona de negociações que envolveu os ministros das finanças da zona do euro no início de dezembro terminou com as reformas mais significativas para os países da moeda única desde a crise da dívida. O acordo foi alcançado em várias questões baseadas na prevenção e gestão de futuras crises financeiras”, justifica a revista através de um texto publicado na sua página oficial.

A reforma do Mecanismo Europeu de Estabilidade e a criação de um mecanismo de backstop do Fundo Único de Resolução foram os principais pontos do acordo alcançado no início de dezembro. No entanto, ficou por definir o fundo comum de garantia de depósitos e a criação de um orçamento comum para a zona euro.

O português também foi distinguido “por ser mais conciliador” como presidente do Eurogrupo do que o seu antecessor, Jeroen Dijsselbloem, considerado, por vezes, como “conflituoso”. “Acredito firmemente nas instituições e quero torná-las melhores. Os compromissos são essenciais para haver progressos”, refere Mário Centeno em declarações à publicação britânico.

O presidente do Eurogrupo também foi distinguido pelo trabalho desenvolvido para a “surpreendente recuperação da economia portuguesa”. Centeno é ainda lembrado pela reestruturação e recapitalização “de quatro dos cinco maiores bancos portugueses durante 2016 e 2017”, recordando o papel do ministro das Finanças na Caixa Geral de Depósitos, BCP, BPI e Novo Banco.

O trabalho de Mário Centeno como ministro das Finanças foi distinguido em dezembro pela Associação de Imprensa Estrangeira em Portugal, que elegeu o governante como personalidade do ano.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

Presidente executivo da TAP Antonoaldo Neves. Fotografia: NUNO FOX/LUSA

TAP faz emissão de dívida só para investidores institucionais

Outros conteúdos GMG
Mário Centeno eleito melhor ministro das Finanças de 2018 da Europa