banca

Novo Banco pode vir a pesar mais 0,35% no orçamento

O presidente do Conselho de Administração do Novo Banco, António Ramalho (Foto: TIAGO PETINGA/LUSA)
O presidente do Conselho de Administração do Novo Banco, António Ramalho (Foto: TIAGO PETINGA/LUSA)

Até à data de 30 de junho, 726 milhões de euros é o valor do reforço que o Novo Banco antecipa que o Fundo de Resolução terá de fazer.

O Novo Banco deixou o aviso de que pode precisar de 726 milhões de euros do Fundo de Resolução de 2019. O valor ainda não está fechado mas se assim se vier a concretizar, o Novo Banco vai pesar mais 0,35% no défice orçamental do próximo ano, avança o Jornal de Negócios, esta quinta-feira.

O valor ainda pode mudar ao longo do segundo semestre, uma vez que vai depender, “à data de cada balanço, das perdas ocorridas e dos rácios regulamentares em vigor no momento da sua determinação, podendo variar em função destes fatores ao longo do exercício”, já tinha sido referido ao mesmo jornal pela instituição.

Para que o valor a pedir ao Fundo de Resolução seja inferior é, assim, necessário que as perdas verificadas diminuam no segundo semestre ou que os rácios regulamentares em vigor diminuam de exigência.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Fotografia: André Vidigal/ Global Imagens)

Brexit trava preços das casas no Algarve

Angel Gurría, secretário-geral da OCDE, e Pedro Siza Vieira, ministro da Economia. Fotografia: Diana Quintela/ Global Imagens

OCDE. Alojamento cada vez mais caro ameaça turismo em Portugal

Jardim da Estrela, Lisboa Fotografia: Orlando Almeida / Global Imagens

Acciona. Depois da Graça, espanhóis compram prédio na Estrela

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Novo Banco pode vir a pesar mais 0,35% no orçamento