banca

Faria de Oliveira admite imagem “muito por baixo” da banca

Faria de Oliveira, presidente da APB.
Faria de Oliveira, presidente da APB.

O presidente da Associação Portuguesa de Bancos (APB) reconhece que "a imagem do sistema bancário continua muito por baixo".

O presidente da Associação Portuguesa de Bancos (APB), Faria de Oliveira, reconheceu hoje que “a imagem do sistema bancário continua muito por baixo” e defendeu um reforço da confiança dos cidadãos na banca.

Faria de Oliveira resumiu assim, em pouco menos de um minuto, mais de uma hora e meia de reunião com deputados do grupo parlamentar do PS, que está a preparar um pacote legislativo para a banca.

O presidente da APB descreveu a reunião como uma “troca de impressões” sobre um “conjunto de iniciativas” para o reforço do sistema bancário e da confiança dos cidadãos na banca, abalada por uma série de “casos” que envolveram bancos nos últimos anos, como o BPN e BES.

Questionado sobre o tipo de medidas que poderiam ser adotadas, Faria de Oliveira admitiu que o reforço da confiança dos cidadãos “é uma prioridade” para os próprios bancos, mas não adiantou mais pormenores.

“Não há dúvida que a imagem do sistema bancário continua muito por baixo. Os próprios bancos são os primeiros interessados em reforçar a sua relação de confiança com os clientes, criar um clima de verdadeira confiança com os clientes”, disse, sem adiantar as propostas defendidas na reunião com os deputados socialistas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Angel Gurría, secretário-geral da OCDE. Fotografia: EPA/Andrzej Grygiel

OCDE pede mais proteção da contratação coletiva

Angel Gurría, secretário-geral da OCDE. Fotografia: EPA/Andrzej Grygiel

OCDE pede mais proteção da contratação coletiva

Angel Gurría, secretário-geral da OCDE. Fotografia: EPA/Andrzej Grygiel

OCDE pede mais proteção da contratação coletiva

Outros conteúdos GMG
Faria de Oliveira admite imagem “muito por baixo” da banca