Porto de Setúbal

Porto de Setúbal: Autoeuropa quer tirar carros. Estivadores marcam concentração

Veículos estacionados no porto de Setúbal, durante a greve dos estivadores precários, em Setúbal, 14 de novembro de 2018. Em causa está um diferendo laboral desencadeado por um grupo de estivadores precários e a empresa de trabalho portuário Operestiva, que afeta várias empresas, entre as quais a Autoeuropa. ANDRÉ AREIAS/LUSA
Veículos estacionados no porto de Setúbal, durante a greve dos estivadores precários, em Setúbal, 14 de novembro de 2018. Em causa está um diferendo laboral desencadeado por um grupo de estivadores precários e a empresa de trabalho portuário Operestiva, que afeta várias empresas, entre as quais a Autoeuropa. ANDRÉ AREIAS/LUSA

Navio cargueiro Paglia chega às seis da manhã de quinta-feira ao Porto de Setúbal. Autoeuropa tem milhares de carros estacionados há duas semanas.

A Autoeuropa estará a preparar-se para tirar milhares de carros que estão parqueados no Porto de Setúbal. Há um navio cargueiro de transporte de veículos que chega na quinta-feira, às seis da manhã, ao Porto de Setúbal e que pretende utilizar o terminal ro-ro, ou seja, a instalação para entrada e saída de automóveis. Os estivadores convocaram uma concentração para amanhã às 7h da manhã para tentar travar esta operação. Contactada pelo Dinheiro Vivo, fonte oficial da Autoeuropa não prestou qualquer comentário.

Segundo o registo da Janela Única Portuária (JUP) do Porto de Setúbal, o navio Paglia irá chegar às 6h da manhã de quinta-feira, oriundo do Porto de Santander, em Espanha. Este navio, com capacidade para três mil automóveis, partiu de Espanha com mil automóveis e será usado para retirar dois mil carros do Porto de Setúbal, de acordo com a informação adiantada pelo jornal Público. O Paglia tem bandeira de Gibraltar e regressará a Espanha à 1h30 da manhã de sexta-feira, segundo o registo da JUP.

Esta operação, escreve o mesmo jornal, vai envolver 50 trabalhadores, alheios ao Porto de Setúbal. Os estivadores não foram convocados para este embarque. O sindicato do sector classificou este navio como “fantasma”, na publicação feita na terça-feira no seu respetivo blog.

Imagem do navio Paglia. Fonte: Marine Traffic

Imagem do navio Paglia. Fonte: Marine Traffic

A paralisação dos estivadores precários afetos a dois dos terminais do porto de Setúbal, desde o dia 5, levou ao cancelamento das escalas dos navios de carga contentorizada desde a semana passada e ameaçou limitar as operações da Autoeuropa, que chegou a admitir a possibilidade de parar a produção.

A fábrica de Palmela resolveu este assunto, para já, com recurso ao Porto de Vigo, que será utilizado a partir do final desta semana, de forma temporária, para enviar os automóveis produzidos na fábrica do grupo VW em Portugal. Também estão a ser utilizados os portos de Santander e de Leixões

A Autoeuropa tem já mais de cinco mil carros parados à espera de serem transportados para a Alemanha, com capacidade de armazenamento de viaturas limitada, até mais três mil viaturas, em Setúbal, nos seus parques e na Base Aérea do Montijo. Devido a esta situação, a Autoeuropa já admitiu que vai ter de prolongar o acordo para estacionar os carros nas instalações da Força Aérea.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
apple one

Apple One junta vários serviços, chega a Portugal mas com limitações. O que tem

A  90ª edição da Micam, a feira de calçado de Milão, está agendada para os dias 20 a 23 de setembro, com medidas de segurança reforçadas. Fotografia DR

Calçado. Micam arranca este domingo e até há uma nova marca presente

Os ministros da Presidência do Conselho de Ministros, Mariana Vieira da Silva (C), Economia, Pedro Sia Vieira (E) e do Trabalho Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho (D). MANUEL DE ALMEIDA/POOL/LUSA

Portugal é o quarto país da UE onde é mais difícil descolar do mínimo

Porto de Setúbal: Autoeuropa quer tirar carros. Estivadores marcam concentração