escolas

Programa de matemática vai ser adequado às faixas etárias

Ministro da Educação . Fotografia: Maria João Gala / Global Imagens
Ministro da Educação . Fotografia: Maria João Gala / Global Imagens

O programa de matemática do básico e secundário vão ter novas orientações já no próximo ano letivo. Conteúdos serão adaptados à idade dos alunos

Demasiado extenso, demasiado abstrato e com antecipação de conteúdos desadequados à idade dos alunos. Estas eram as principias críticas que professores e Sociedade Portuguesa de Matemática (SPM) apontavam ao programa de matemática que arrancou em 2013, pela mão de Nuno Crato, a quem Passos Coelho entregou a pasta da Educação. Perante este quadro, Tiago Brandão Rodrigues, o atual ministro da Educação decidiu intervir e as novas orientações do programa e metas (que se mantêm em vigor), dão margem às escolas para fazerem uma gestão flexíveis.

O documento que traça as orientações para a gestão dos programas e metas de matemática já seguiu para as escolas e resulta do trabalho feito em conjunto com a SPM, professos de matemática dos dois graus de ensino visados e da Associação de Professores de Matemática.

As novas regras permitem uma gestão flexível do programa visando a identificação de conteúdos que podem ser lecionados ao longo do ciclo, admitindo a possibilidade de haver objetivos a atingir em anos diferentes do inicialmente previsto; de conteúdos que podem ser lecionados em ciclos distintos; e de conteúdos não fundamentais e que, por isso, podem ser facultativos.

“Esta flexibilização da gestão dos Programas é um primeiro passo na indução generalizada de flexibilização do currículo que se desenhará após a aprovação do perfil de aprendizagem dos alunos no final dos 12 anos de escolaridade, atualmente a ser preparado por um Grupo de Trabalho nomeado pelo Secretário de Estado da Educação”, refere o Ministério em comunicado.

Este trabalho, visou dar resposta aos principais problemas identificados no programa introduzido em 2013, nomeadamente a extensa carga de conteúdos, que não permitam aos alunos consolidar a aprendizagem e a antecipação de matérias que em muitos casos eram consideradas inadequadas para a idade dos alunos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Caixa Geral Depósitos CGD Juros depósitos

Caixa perdeu 1300 milhões com créditos de grandes devedores

Ursula von der Leyen foi o nome nomeado para presidir à Comissão Europeia. (REUTERS/Francois Lenoir)

Parlamento Europeu aprova Von der Leyen na presidência da Comissão

Christine Lagarde, diretora-geral demissionária do FMI. Fotografia: EPA/FACUNDO ARRIZABALAGA

Christine Lagarde demite-se da liderança do FMI

Outros conteúdos GMG
Programa de matemática vai ser adequado às faixas etárias