mobilidade

PSP aperta fiscalização às trotinetes em Lisboa

Hive trotinetes
Fotografia: D.R.

A polícia vai estar atenta ao "estacionamento indevido e abusivo"

A PSP vai concentrar-se na fiscalização ao cumprimento das regras de circulação das trotinetes a motor na área metropolitana de Lisboa, incluindo o “estacionamento indevido e abusivo”, anunciou hoje a polícia.

A Divisão de Trânsito “irá incidir as suas ações de fiscalização nas Regras de Circulação das Trotinetas a motor, em toda a área metropolitana de Lisboa, não descorando o estacionamento indevido e abusivo deste tipo de veículos”, anunciou a PSP, em comunicado.

A polícia está em articulação com a Câmara Municipal de Lisboa, nomeadamente com os serviços de mobilidade e Polícia Municipal, no acompanhamento desta realidade na cidade de Lisboa, refere a PSP, em comunicado.

A Câmara de Lisboa exigiu também às operadoras de trotinetes que o Bairro Alto e a Colina de Alfama fossem consideradas “zonas vermelhas”, nas quais passou a ser impossível abandonar os veículos, explicou à Lusa fonte oficial do gabinete do vereador da Mobilidade, Miguel Gaspar (PS).

A medida, que obriga que as viagens não possam terminar naquelas zonas, está em vigor desde o início do mês.

A Câmara de Lisboa pretende, no futuro, obrigar os utilizadores de trotinetas a colocá-las num sítio designado, numa altura em que a rede daqueles veículos tenha uma densidade mais elevada que permita operacionalizar esta medida, explicou a fonte do gabinete de Miguel Gaspar.

A autarquia está sensível ao espírito daquele tipo de mobilidade, que deverá chegar o mais perto possível do destino, acrescentou.

As trotinetes estão equiparadas a velocípedes, reguladas pelo Código da Estrada e pelo decreto-lei que enquadrada o uso partilhado daqueles veículos, apontou.

A PSP ressalvou, no comunicado, que “esta incidência de fiscalização apenas implica uma especial atenção a este tipo de infração, no entanto esta polícia não deixará de proceder em conformidade com qualquer outra detetada”.

Em Lisboa circulam entre 2 mil a 2 mil e 500 trotinetas elétricas, estando perto de 400 locais identificados para paragem na via pública, através de autocolantes, de acordo com dados do vereador da Mobilidade fornecidos ao jornal económico ‘online’ Eco.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Foto: DR

IMI baixa para mais de 24 mil famílias que pediram reavaliação

NOS

Avaria na rede da NOS afetou milhares de clientes

Bandeira de Angola

Ex-presidente do Fundo Soberano de Angola libertado

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
PSP aperta fiscalização às trotinetes em Lisboa