banca

Santander Totta aumenta lucro em 8,6% no primeiro trimestre

O presidente do Santander Totta, Vieira Monteiro ( Álvaro Isidoro / Global Imagens )
O presidente do Santander Totta, Vieira Monteiro ( Álvaro Isidoro / Global Imagens )

lucros da unidade portuguesa representam uma pequena gota dos resultados obtidos do grupo Santander, que atingiram 1867 milhões em apenas três meses

O Santander Totta registou um aumento de 8,6% nos resultados líquidos obtidos nos três primeiros meses do ano, tendo fechado o período com um lucro de 124,3 milhões de euros. A unidade portuguesa do grupo espanhol fechou o trimestre com um common equity tier 1 de 15,3%, em termos provisórios, e de 14,7% em termos totais – contra 14,1% e 13,7%, em março de 2016.

Esta manhã, também o grupo Santander apresentou os resultados consolidados obtidos no primeiro trimestre do ano, tendo conseguido um lucro de 1867 milhões de euros apenas entre janeiro e março de 2017, mais 14,3% que no mesmo período de 2016. O resultado conseguido em Portugal representaram assim uma pequena fatia de 6,6% do lucro do grupo espanhol.

Em conferência de imprensa realizada esta quarta-feira, António Vieira Monteiro, presidente-executivo do BST, realçou que os rácios de crédito vencido diminuíram para 3,49% e o rácio de crédito em risco para 5,11%, melhorias de 0,58 pp e 0,65 pp respetivamente.

O BST reduziu ainda em 8,8% os seus custos operacionais, “contribuindo para que a eficiência do banco se mantivesse em bom nível”, tendo fechado as contas de janeiro – março com um cost to income de 45,7%. Os custos com pessoal passaram de 82,5 milhões para 79,2 milhões de euros, com os gastos gerais a “pagar” a maioria da redução dos custos operacionais, com um recuo de 19% – de 52,4 milhões para 42,5 milhões. Ao todo, os custos operacionais passaram de 144 milhões para 131,3 milhões.

O Santander Totta fechou o trimestre com o return on equity de 13,6%, contrastando em muito com o restante setor financeiro presente em Portugal, cujo ROE continua maioritariamente negativo.

Ainda de acordo com os dados apresentados pelo banco esta quarta-feira, o Totta está a aumentar a captação de novos créditos, tanto a nível de habitação como do consumo, apresentando um aumento de 18,8% para 19,7% na quota de produção do crédito para compra de imóveis. Contudo, e dada as várias vendas de carteiras em incumprimentos e write-offs, levaram a uma redução de 3% na carteira de crédito bruto.

Em termos desagregados, o BST viu o crédito a particulares recuar 2,2% no período, com o crédito a empresas a cair 2,6%.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Francisco São Bento, presidente do SNMMP. Foto: Sara Matos/Global Imagens

Cinco momentos chave numa greve de sete dias

Primeiro-Ministro, António Costa (Pedro Granadeiro / Global Imagens)

António Costa: Fim da “crise energética” a partir da meia-noite

(DR)

Banca europeia perde milhões em Bolsa. Espera-se nova onda de fusões

Outros conteúdos GMG
Santander Totta aumenta lucro em 8,6% no primeiro trimestre