Prémio Inovação NOS

Sense Test: Como induzir sensações através da realidade virtual

Rui Costa Lima, fundador da Sense Test.
(Artur Machado / Global Imagens)
Rui Costa Lima, fundador da Sense Test. (Artur Machado / Global Imagens)

A empresa está a desenvolver “técnicas de domínio temporal e aplicação de diferentes ambientes ao processo sensorial”

A Sense Test, empresa que faz testes de análises sensoriais aos consumidores, tem apostado na inovação e está, neste momento, a trabalhar numa solução que vai tornar possível induzir sensações através da realidade virtual.

Para esse efeito, a empresa está a desenvolver “técnicas de domínio temporal e aplicação de diferentes ambientes ao processo sensorial”, explica o CEO, Rui Costa Lima.
Esta PME – que foi a primeira em Portugal dedicada em exclusivo a fazer estudos de análise sensorial – mede sensações provocadas nos consumidores em testes de produtos que vão de cosméticos, protetores solares a bolachas, cereais, etc. Imagine um amaciador de roupa, por exemplo. A Sense Test mede as sensações que o aroma gera ou o tempo que dura o cheiro na roupa.

O know-how desta PME levou-a a internacionalizar-se com facilidade, estando já em vários países europeus e no continente americano, com especial ênfase no Brasil e o potencial de internacionalização em novos países é “muito grande”, garante Rui Costa Lima.

Com o SenseProfilling, estudo sensorial inovador que foi finalista do Prémio Inovação NOS o ano passado, aprofundou as técnicas mais recentes de elaboração de perfil sensorial expedito e de construção do perfil emocional e conseguiu alavancar “um aumento de cerca de 20 % no volume de negócios e um crescimento de 35% na internacionalização dos seus serviços”, diz o CEO. O volume de negócios da empresa atingiu um pouco mais de 700 mil euros em 2017.

Neste momento, a empresa continua a aplicar e a desenvolver os seus serviços, integrando um projeto mobilizador do agrocluster alimentar promovido pela Portugal Foods, envolvendo 50 empresas e instituições do sistema científico português, com o objetivo de desenvolver o setor alimentar.

Fruto dos conhecimentos resultantes da participação em projetos de ID, e a aquisição dos equipamentos de avaliação da emoção facial (Face Reader) e da saliência visual (Eye Tracking), a Sense Test desenvolve competências no estabelecimento de perfis sensoriais e emocionais e na otimização da valorização de características extrínsecas, aplicando, desenvolvendo e otimizando novas tecnologias de análise sensorial e de avaliação da perceção do consumidor.

“Este serviço permitiu dar resposta às necessidades dos nossos clientes mais exigentes, encurtando o time to market nos processos de desenvolvimento de novos produtos e apoiando nos processos de decisão face à alteração da política comunicacional”, explica Rui Costa Lima.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mario Draghi. Fotografia: BCE

Draghi. Salários já não são grande ameaça à inflação

O Bastonário Marinho e Pinto

Batalha “pela liberdade na internet” decidida amanhã

Fotografia: Benoit Tessier/Reuters

Novas compras de media pela Altice é cenário “pouco provável”

Outros conteúdos GMG
Sense Test: Como induzir sensações através da realidade virtual