Indústria

Siemens vai contratar mais de 100 pessoas para fábrica de Corroios

Pedro Pires de Miranda, presidente executivo da Siemens.
(Pedro Granadeiro/Global Imagens)
Pedro Pires de Miranda, presidente executivo da Siemens. (Pedro Granadeiro/Global Imagens)

Multinacional alemã vai reforçar em 60% a capacidade de produção desta unidade dedicada à produção de quadros elétricos industriais.

A Siemens vai contratar 102 para a fábrica de quadros elétricos de Corroios. A multinacional alemã vai reforçar a sua equipa de trabalhadores para poder aumentar a capacidade desta unidade em 60%. O anúncio oficial será feito na quinta-feira à tarde durante uma visita do ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, a estas instalações, segundo uma nota divulgada esta quarta-feira.

A fábrica de Corroios da Siemens produz quadros elétricos modulares de média tensão e que são exportados para países como Alemanha, República Checa, Holanda, Suíça, Bulgária, Áustria, Bélgica, entre muitos outros.

A multinacional alemã empregava 2333 profissionais, de 44 nacionalidades, até ao final de 2018. No final do ano passado, anunciou a intenção de contratar mais 400 pessoas até final de 2020 para fazer face à expansão do Lisbon Tech Hub, um centro de competências internacional de TI, onde já trabalham 600 pessoas com um foco especial nas áreas da cibersegurança, inteligência artificial e robótica.

No ano fiscal de 2018, a Siemens Portugal, liderada por Pedro Pires de Miranda, registou lucros de 33,7 milhões de euros, mais 120% do que 2017.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho (MIGUEL A. LOPES/LUSA)

Segurança Social pagou até hoje 992 milhões em apoios

Espanha Portugal

Mais um golpe no turismo. Bélgica mantém Portugal na lista de “alto risco”

Ministro de Estado, da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira. TIAGO PETINGA/LUSA

Governo quer manter apoios às empresas para evitar mais miséria e desemprego

Siemens vai contratar mais de 100 pessoas para fábrica de Corroios