StartUp Voucher para 2018 com mais de 200 pedidos de informação e 120 registos

Menos de uma semana após a abertura das candidaturas para o Startup Voucher deste ano, o IAPMEI recebeu mais de 200 pedidos de informação e 120 registos na plataforma, anunciou hoje a Agência para a Competitividade e Inovação.

Menos de uma semana após a abertura das candidaturas para o Startup Voucher deste ano, o IAPMEI recebeu mais de 200 pedidos de informação e 120 registos na plataforma, anunciou hoje a Agência para a Competitividade e Inovação.


Em comunicado, o IAPMEI recorda que o StartUp Voucher integra “as 19 medidas da StartUP Portugal – Estratégia Nacional para o Empreendedorismo, anunciadas na semana passada pelo ministro da Economia, numa sessão no LACKS, em Lisboa, que contou com a presença do primeiro-ministro”.


A iniciativa pretende “dinamizar o desenvolvimento de projetos empresariais que se encontrem em fase de ideia, promovidos por jovens com idades entre os 18 e os 35 anos, através de diversos instrumentos de apoio disponibilizados ao longo de um período de até 12 meses para desenvolvimento do projeto, e consequente criação de empresa”, acrescenta o IAPMEI, salientando que o concurso visa projetos que beneficiem as regiões Norte, Centro Alentejo e Lisboa.


“A Estratégia Nacional para o Empreendedorismo levada a cabo pelo Governo pretende derrubar barreiras à concretização de ideias e projetos, seja através do apoio financeiro, mentoria e acompanhamento, seja através da facilitação de residência ou espaço de incubação”, afirma o presidente do IAPMEI, Nuno Mangas.


Além do StartUp Voucher, o IAPMEI dinamiza ainda o StartUp Visa, um programa de acolhimento de empreendedores estrangeiros que pretendam desenvolver um projeto de empreendedorismo e/ou inovação em Portugal e o Vale Incubação, uma medida que concede apoios a projetos através da contratação de serviços de incubação.


“É fundamental que as empresas ou os jovens possam ter à sua disposição instrumentos que estimulem o empreendedorismo e a inovação para que possam competir no mercado global”, acrescenta Nuno Mangas, no comunicado.


Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Alberto Souto de Miranda
(Gerardo Santos / Global Imagens)

Governo. “Participar no capital” dos CTT é via “em aberto”

Congresso APDC

“Temos um responsável da regulação que não regula”

Congresso APDC

Governo. Banda larga deve fazer parte do serviço universal

Outros conteúdos GMG
StartUp Voucher para 2018 com mais de 200 pedidos de informação e 120 registos