crédito à habitação

Taxa de juro para novo crédito à habitação cai 1,3 pontos base

Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens
Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens

A taxa de juro para a compra de casa desceu 1,3 pontos base em Março, face a fevereiro. Mas capital em dívida aumentou 244 euros em média.

A taxa de juro para aquisição de habitação nos últimos três meses desceu 1,3 pontos base em março relativamente a fevereiro, permanecendo praticamente inalterada no total dos contratos, segundo dados hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Mas o capital em dívida no total dos contratos aumentou mais 244 euros em média, do que em fevereiro.

Para o financiamento à aquisição de habitação, o mais relevante no conjunto do crédito à habitação, “nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro para este destino de financiamento diminuiu 1,3 pontos base no mês em análise, fixando-se em 1,115%”, o que compara com os 1,128% registados em fevereiro, segundo o INE.

No total do crédito à habitação, “nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro foi 1,118% (1,131% no período precedente)”.

Já “a taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação foi 0,998% em março (0,997% no mês anterior)”, permanecendo assim praticamente inalterada, e para aquisição de habitação foi de 1,019%, mais 0,1 pontos base face a fevereiro.

Os dados hoje divulgados pelo INE revelam ainda que a prestação média vencida na totalidade dos contratos foi de 249 euros, um aumento de um euro face a fevereiro.

“Deste valor, 45 euros (18%) correspondem a pagamento de juros e 204 euros (82%) a capital amortizado”, pode ler-se no destaque do instituto de estatística.

Já nos contratos celebrados nos últimos três meses, “o valor médio da prestação desceu 6 euros, para 336 euros”, de acordo com o INE.

Em termos de capital em dívida na totalidade dos contratos de empréstimo, este subiu 85 euros face a fevereiro, situando-se nos 53.840 euros, e para os contratos celebrados nos últimos três meses, a média do capital em dívida foi de 106.140 euros, mais 244 que em fevereiro.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Trabalhos de descarga de contentores no Porto de Sines, 12 de fevereiro de 2020. TIAGO CANHOTO/LUSA

Exportações com quebra de 17% na primeira metade do ano

Isabel Camarinha, líder da CGTP, fala aos jornalistas após audiência com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio de Belém, em Lisboa, 30 de julho de 2020. (MIGUEL A. LOPES/LUSA)

CGTP. Governo nega complemento a quem esteve em lay-off sem justificação

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

Taxa de juro para novo crédito à habitação cai 1,3 pontos base