INE

Taxas implícitas no crédito à habitação voltam a subir em fevereiro

imobiliario

A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação aumentou em fevereiro para 1,061, face aos 1,054% em janeiro, revelam dados hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

Nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro foi de 1,423% em fevereiro, acima da de 1,282% em janeiro, mas ainda abaixo da de 1,424% em dezembro.

Para o destino de financiamento aquisição de habitação, o mais relevante no conjunto do crédito à habitação, a taxa de juro implícita para o total dos contratos subiu para 1,413%, contra em 1,075% janeiro.

Nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro para financiamento aquisição de habitação subiu para 1,413% em fevereiro, contra 1,255% no mês anterior.

Para a totalidade dos contratos, o valor médio da prestação vencida manteve-se em 244 euros e deste valor, 46 euros (19%) correspondem a pagamento de juros e 198 euros (81%) a capital amortizado.

Nos contratos celebrados nos últimos três meses, o valor médio da prestação aumentou 17 euros em fevereiro, para 326 euros, quando em janeiro tinha diminuído 23 euros para 309 euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno, intervém durante a  conferência "Para onde vai a Europa?", na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, 22 de março de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

Próximo governo vai carregar mais 8 mil milhões em dívida face ao previsto

O ministro das Finanças, Mário Centeno, intervém durante a  conferência "Para onde vai a Europa?", na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, 22 de março de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

Próximo governo vai carregar mais 8 mil milhões em dívida face ao previsto

Motoristas de matérias perigosas em greve concentrados na Companhia Logística de Combustiveis - CLC.
Fotografia: Paulo Spranger / Global Imagens

Combustíveis. Sindicato conseguiu mais 200 sócios com greve

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Taxas implícitas no crédito à habitação voltam a subir em fevereiro