associação montepio

Tomás Correia desmente envolvimento na Operação Marquês

O presidente da Associação Mutualista Montepio veio a público negar que esteja "constituído como parte no citado processo"

Na sequência de uma reportagem da SIC e de uma notícia publicada esta quarta-feira no Diário de Notícias, Tomás Correia, em comunicado enviado às redações, desmente “categoricamente qualquer envolvimento com a referida Operação Marquês, não estando constituído como parte no citado processo”.

Para o ex-Presidente da CEMG e atual Presidente da Associação Mutualista e do Grupo Montepio, “não é difícil contextualizar as notícias agora veiculadas, em véspera de realização da Assembleia Geral do Montepio Geral Associação Mutualista, a qual presido por mandato que me foi confiado pelos senhores associados para o triénio 2016-2018.”

Tomás Correia reafirma o que já tinha dito, a propósito de um artigo publicado no semanário Expresso, em janeiro, que dizia respeito a um processo que considera nada ter a ver com a Operação Marquês. “Se alguma vez se colocar a possibilidade de transitar em julgado algo a meu desfavor, em qualquer tribunal, por quaisquer atos ilícitos, abdicarei do exercício das minhas funções. Estou profundamente convicto e seguro de que isso não vai acontecer. Estou tranquilo relativamente ao desfecho destas, e de outras acusações que me foram dirigidas”, afirma o presidente da mutualista.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Manuel Fernando Araújo/LUSA

Lesados do BES/Banif: 3.594 pedidos de recuperação de créditos podem avançar

(Amin Chaar / Global Imagens)

CTT vai distribuir entregas urgentes da Revolut em Portugal e Espanha

Os grupos retalhistas têm planos de novas aberturas para o próximo ano. Foto: D.R.

Em dois anos abriram em Portugal quase 300 supermercados

Outros conteúdos GMG
Tomás Correia desmente envolvimento na Operação Marquês