Coreia do Norte

Trump é o primeiro Presidente dos Estados Unidos a entrar na Coreia do Norte

O Presidente dos EUA, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un,, encontraram-se este domingo na zona desmilitarizada entre as duas Coreias. REUTERS/Kevin Lamarque
O Presidente dos EUA, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un,, encontraram-se este domingo na zona desmilitarizada entre as duas Coreias. REUTERS/Kevin Lamarque

EUA e Coreia do Norte pretendem iniciar negociações sobre o processo de desnuclearização nas próximas três semanas.

Donald Trump tornou-se este domingo no primeiro Presidente dos Estados Unidos a entrar em solo da Coreia do Norte, depois de cumprimentar o líder norte-coreano, Kim Jong-un.

Este foi o terceiro encontro entre os presidentes dos dois países, depois da cimeira histórica de Singapura em junho de 2018 e o encontro de Hanói em fevereiro passado.

“É um grande dia para o mundo”, disse Donald Trump depois de ter cumprimentado Kim Jong-un, cerca das 15h50 locais (07h50 em Lisboa).

O Presidente norte-coreano afirmou que espera “ultrapassar as barreiras” graças às ligações com Donald Trump.

O encontro não será suficiente para solucionar o delicado dossier nuclear norte-coreano, mas é simbólico para os dois países, que antes se ameaçavam de aniquilação mutuamente.

Este encontro, que ocorreu na vila de Panmunjon, onde foi assinado o armistício (entre as duas coreias) de 1953, “significa que queremos pôr termo a um passado infeliz e tentar criar um novo futuro”, afirmou ainda o Presidente norte-americano antes de uma reunião privada com o homólogo norte-coreano.

Donald Trump disse que vai convidar o líder norte-coreano, Kim Jong-un, a visitar Washington.

“Vou convidá-lo agora mesmo à Casa Branca”, afirmou Trump, depois de se encontrar com Kim na fronteira entre as coreias e momentos antes de ambos iniciarem uma reunião privada junto da linha divisória e da zona desmilitarizada (DMZ).

Donald Trump disse que os dois países vão iniciar reuniões de trabalho “nas próximas três semanas” sobre o processo de desnuclearização.

“O que vai acontecer é que nas próximas duas ou três semanas as equipas vão começar a trabalhar”, disse Trump, depois de concluir o encontro à porta fechada, que durou cerca de 50 minutos.

Apesar deste passo, o Presidente norte-americano disse que as atuais sanções à Coreia do Norte vão continuar em vigor.

As conversações bilaterais sobre desnuclearização entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte estavam num impasse desde a cimeira falhada de Hanói entre Trump e Kim, em fevereiro deste ano.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes. MÁRIO CRUZ/LUSA

Famílias ficam com um pouco mais de salário ao final do mês

Miguel Almeida, CEO da NOS

Comité de Ética da NOS vai ouvir os administradores envolvidos no Luanda Leaks

O Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, discursa durante a cerimónia de tomada de posse do XXII Governo Constitucional, liderado pelo secretário-geral do Partido Socialista (PS), António Costa, no Palácio da Ajuda, em Lisboa, 26 de outubro de 2019. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Marcelo: É bem-vindo a Portugal todo o investimento no respeito da legalidade

Trump é o primeiro Presidente dos Estados Unidos a entrar na Coreia do Norte