Web Summit

Web Summit vai mesmo realizar-se ao vivo em Lisboa

Paddy Cosgrave
(Filipe Amorim / Global Imagens)
Paddy Cosgrave (Filipe Amorim / Global Imagens)

A edição de 2020 da Web Summit em Lisboa vai mesmo realizar-se de forma presencial. A garantia foi dada pelo CEO, Paddy Cosgrave, numa publicação esta terça-feira à tarde na rede social Twitter: “O Web Summit avança este ano em Lisboa”.

A edição de 2020 do evento, marcada para o início de novembro, estava em suspenso por força da pandemia de covid-19. No início de junho, o fundador da Web Summit admitiu numa entrevista ao podcast norte-americano Recode Media – do jornalista Peter Kafka -, que a decisão da Web Summit 2020 de Lisboa ser ou não presencial seria “do governo português”.

Em abril a organização tinha dito ao Dinheiro Vivo que os planos do evento para novembro se mantinham. No entanto, o próprio Paddy Cosgrave admitiu que a realização, no final de junho, do evento Collision – que também pertence à Web Summit – em formato totalmente online seria um teste importante para a empresa perceber o que consegue fazer no domínio das conferências online – onde o networking assume-se como factor diferenciador. E, por isso mesmo, um primeiro passo para a possibilidade da Web Summit ser em formato online ou misto.

Tudo indica que a decisão agora divulgada por Cosgrave tem aval do Governo e da Câmara de Lisboa – o próprio CEO da Web Summit admitiu que teria de ser dessa forma para poder anunciar a realização presencial do evento. Esta semana (de acordo com o Observador) o Governo, Web Summit e Câmara de Lisboa devem divulgar um comunicado conjunto a explicar mais alguns pormenores do evento, que dificilmente terá os 70 mil participantes habituais nos últimos dois anos devido a preocupações com a pandemia.

Portugal é um dos ‘investidores’ do evento em Lisboa, já que tem um acordo assinado para que a Web Summit decorra no país até 2028 – o que custa 11 milhões de euros por ano. Paddy Cosgrave dizia no início de junho que a sua empresa está preparada para tornar a Web Summit num evento online, deixando mesmo no ‘ar’ a possibilidade de uma versão híbrida: “o que posso garantir é que vai haver Web Summit 2020”.

Aquela que é a maior conferência de empreendedorismo e tecnologia na Europa e que decorre em Lisboa desde 2016 tem um forte impacto na cidade e no país, com a edição de novembro de 2019 a ter gastos por parte dos participantes estimados em 64,4 milhões de euros – com impacto também no turismo e na ocupação dos hotéis. Devido à pandemia, parece assim improvável que se chegue aos mesmos números em novembro deste ano.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ministro de Estado, da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira. TIAGO PETINGA/LUSA

Moratórias bancárias estendidas até final de setembro de 2021

covid-19 portugal corona virus

Emprego público sobe 0,9% com contratações da saúde e oficinas da CP

A ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Mariana Vieira da Silva TIAGO PETINGA/POOL/LUSA

Prorrogada situação de contingência em Portugal continental até 14 de outubro

Web Summit vai mesmo realizar-se ao vivo em Lisboa