Poupança

Certificados do Tesouro perdem 70 milhões em novembro

Cristina Casalinho, presidente do IGCP
Cristina Casalinho, presidente do IGCP

O saldo dos Certificados do tesouro desceu para 16.318 milhões de euros em novembro.

O saldo dos Certificados do Tesouro foi negativo em novembro, após a saída de 70 milhões de euros, uma alteração à tendência registada nos últimos cinco anos.

A descida coincide com a data de vencimento dos Certificados do Tesouro Poupança Mais (CTPM), que foram lançados em outubro de 2013 e venciam em cinco anos, com taxa de juro anual crescente.

No fim de outubro de 2017, os CTPM foram suspensos e substituídos pelos Certificados do Tesouro Poupança Crescimento, que oferecem um rendimento inferior e têm uma maturidade máxima de sete anos.

Quanto aos Certificados de Aforro, registaram um aumento de sete milhões de euros, fixando-se o saldo em 11.860 milhões de euros, segundo o ‘Boletim Estatístico‘ de novembro divulgado pelo Banco de Portugal esta quinta-feira.

Atualmente, estão a ser comercializados Certificados de Aforro da série série E, cuja taxa de juro está indexada à taxa Euribor a três meses – que está em terreno negativo -, acrescida de 1%, o que torna o produto de poupança estatal pouco atrativo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Dívida pública está nos 130,3%

Endividamento da economia atinge novo recorde em abril

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José Vieira da Silva, fala perante a Comissão de Trabalho e Segurança Social, na Assembleia da República, em Lisboa, 26 de junho de 2019. TIAGO PETINGA/LUSA

Mais 93 mil novas pensões atribuídas até julho

Luís Lima, APEMIP

Imobiliárias temem fuga de clientes com nova lei de combate ao branqueamento

Outros conteúdos GMG
Certificados do Tesouro perdem 70 milhões em novembro