Poupança

Certificados do Tesouro perdem 70 milhões em novembro

Cristina Casalinho, presidente do IGCP
Cristina Casalinho, presidente do IGCP

O saldo dos Certificados do tesouro desceu para 16.318 milhões de euros em novembro.

O saldo dos Certificados do Tesouro foi negativo em novembro, após a saída de 70 milhões de euros, uma alteração à tendência registada nos últimos cinco anos.

A descida coincide com a data de vencimento dos Certificados do Tesouro Poupança Mais (CTPM), que foram lançados em outubro de 2013 e venciam em cinco anos, com taxa de juro anual crescente.

No fim de outubro de 2017, os CTPM foram suspensos e substituídos pelos Certificados do Tesouro Poupança Crescimento, que oferecem um rendimento inferior e têm uma maturidade máxima de sete anos.

Quanto aos Certificados de Aforro, registaram um aumento de sete milhões de euros, fixando-se o saldo em 11.860 milhões de euros, segundo o ‘Boletim Estatístico‘ de novembro divulgado pelo Banco de Portugal esta quinta-feira.

Atualmente, estão a ser comercializados Certificados de Aforro da série série E, cuja taxa de juro está indexada à taxa Euribor a três meses – que está em terreno negativo -, acrescida de 1%, o que torna o produto de poupança estatal pouco atrativo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O presidente do Conselho Geral e de Supervisão da ADSE, João Proença, durante a sua audição na Comissão de Saúde, na Assembleia da República, em Lisboa, 27 de fevereiro de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

ADSE já enviou novas tabelas de preços aos privados para negociação

Mario Draghi, Presidente do Banco Central Europeu. REUTERS/Kai Pfaffenbach

BCE discutiu pacote de medidas para estimular economia na reunião de julho

Hotéis de Lisboa esgotaram

“Grandes” eventos impulsionaram aumento dos preços na hotelaria em junho

Outros conteúdos GMG
Certificados do Tesouro perdem 70 milhões em novembro