CONTEÚDO PATROCINADO

Agricultura e Produção Sustentável? “Considere os Factos!”

foto_abertura

O setor agrícola foi daqueles que registaram um desenvolvimento mais dinâmico nos últimos anos. Mas, apesar de todo este sucesso, que é crucial para a sustentabilidade do nosso país, é necessário não esquecer alguns factos que são de grande importância para este setor.

A atividade agrícola é hoje muito mais atrativa e a prova disso é que muitos jovens apostam cada vez mais num projeto de vida no mundo rural. O agricultor de hoje tem mais formação, as explorações agrícolas ganharam dimensão, organização e capacidade empresarial. Pela importância deste setor, existem diversas entidades preocupadas com o futuro do mesmo e dispostas a ajudar na sua evolução, que vai continuar a trazer muitos dividendos para Portugal.

A Anipla, Associação Nacional da Indústria para a Proteção das Plantas, é uma delas com o apoio da Associação Europeia de Proteção das Plantas (ECPA) e a participação de diversas associações nacionais de produtores, esta associação está a desenvolver uma campanha que pretende informar a população portuguesa para os temas da agricultura, evidenciando os desafios inerentes ao setor e apresentando factos relacionados com a ciência e tecnologia para a proteção das culturas. “Considere os Factos” para a promoção do conhecimento nacional em torno dos temas da sustentabilidade e segurança alimentar agrícola é o mote da mesma.

António Lopes Dias, diretor executivo da ANIPLA, explicou que “nos últimos anos temos assistido ao crescimento do número de movimentos e apelos públicos, baseados em factos pouco claros e com base em perceções vagas, que questionam os métodos e práticas da agricultura, e subestimam a realidade do trabalho e ciência em prole da proteção das culturas agrícolas”.

As mensagens da campanha apresentam factos que visam informar e esclarecer um crescente número de consumidores que pretende, cada vez mais, ser e estar informado sobre a realidade por detrás da produção de produtos alimentares. Informação essencial no momento em que a FAO, a organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, apela à importância do controlo das pragas, doenças e infestantes das culturas, e alerta para as crescentes necessidades de alimentação de uma população mundial que continuará a aumentar até 2050.

Para esta Campanha, que a nível europeu está a ser desenvolvida pela Associação Europeia de proteção de plantas (ECPA) o lema: “With or Without” – o produtor nacional José Palha foi selecionado para integrar uma série de documentários breves sobre a produção agrícola europeia e os desafios na proteção das plantas.

Lançado este ano, o “FitoSíntese” é um espaço de informação aberto ao diálogo, pensado para ser uma “fonte” de conhecimento para todos aqueles que pensam (n)a agricultura.

O FitoSíntese nasce com o objetivo de incentivar a partilha e reflexão que faz falta à agricultura, explorando os mais diversos temas relacionados com a agricultura moderna e sustentável.

foto_central_1

Já a Smart Farm é uma quinta de demonstração que nasceu de uma parceria entre a Anipla e a Companhia das Lezírias e apresenta uma proposta de uma exploração agrícola segura e eficiente. Esta quinta-modelo tem como pressuposto a promoção de uma agricultura sustentável, assente em explorações agrícolas que sejam, em todos os momentos, seguras e eficientes. Seguras para o Homem e para o ambiente e eficientes do ponto de vista económico. O agricultor recebe um conjunto de boas práticas que deve aplicar na sua exploração para evitar fontes de poluição difusa ou pontual para a água.

foto_central_2

No caso do Cultivar a Segurança, este tem como objetivo promover boas práticas que protegem o agricultor na sua atividade agrícola, a sua vizinhança e terceiros, promovendo assim a saúde de quem permanece e de quem interage com produtos fitofarmacêuticos a exploração agrícola.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Gustavo Bom / Global Imagens)

Sofia Tenreiro: “Estamos a captar os portugueses que não queremos que fujam”

O ministro do Trabalho e da Segurança Social, Vieira da Silva (C), ladeado por Ana Teresa Lehmann, secretária de Estado da Indústria (D), e Miguel Cabrita (E), secretário de Estado do Emprego, fala aos jornalistas no final da reunião com administração e Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa para discutirem um modelo de trabalho para o próximo ano, no Ministério do Trabalho e da Segurança Social, em Lisboa, 15 de dezembro ded 2017.  Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Autoeuropa. Governo dá luz verde a creches para destravar diálogo

Mário Centeno. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante

Fitch dá maior subida de rating de sempre a Portugal e coloca país no grupo da Itália

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Conteúdo TUI
Agricultura e Produção Sustentável? “Considere os Factos!”