CONTEÚDO PATROCINADO

Autonomia total é conduzir um carro que se recarrega sozinho

foto_abertura

Se é um trabalhador em nome individual, então não pode perder a oportunidade de ler este artigo. Quem não ambiciona ter um carro de topo de gama por um preço acessível e que possibilite uma poupança ao longo do tempo?

Os portugueses estão cada vez mais preocupados com as questões ambientais e o impacto na sua qualidade de vida, daí que considerem uma mais-valia ajudar o ambiente. Um dos temas na ordem do dia são os veículos híbridos e elétricos e a possibilidade destes diminuírem o impacto ambiental e serem também uma mais-valia em termos económicos para o condutor ou para as empresas. A venda de automóveis híbridos elétricos plug-in tem aumentado ano após ano em Portugal, como no resto da Europa. São perspetivas animadoras para o futuro da mobilidade elétrica.

A Toyota lançou recentemente o novo Toyota Prius Plug-in e quase cinco anos após a introdução deste pioneiro automóvel, este novo modelo promete redefinir toda a tecnologia plug-in num carro híbrido.

foto_central
O Prius Plug-in é a escolha ideal para aqueles que desejam um carro híbrido com os benefícios da condução de um veículo elétrico (EV). É um Prius mais dinâmico, e que proporciona uma experiência de condução inesquecível, suave e de desempenho poderoso, mantendo sempre os desempenhos únicos de eficiência nos consumos.

Por outro lado, este é também um veículo com benefícios económicos nas mais diversas vertentes. Relativamente a benefícios fiscais são muitas as vantagens em conduzir um híbrido plug-in: 75% de desconto no imposto sobre veículos, 100% de dedutibilidade do IVA, incentivo do Estado no valor de 562,50€ para deduzir ao imposto sobre veículos, 100% das depreciações da viatura aceites como gasto fiscal em sede de IRC e taxa de tributação autónoma reduzida. Também a nível de manutenção estes carros são mais económicos do que os tradicionais. Já a isenção de pagamento de estacionamento dentro das cidades prova a importância e a aposta que está a ser feita em veículos híbridos e elétricos.

Todos estes benefícios permitem comprar um Prius Plug-in de PVP de cerca de 42.000€ por 29.990€. Além disso o aumento significativo da autonomia de condução elétrica que foi alcançado graças a melhorias técnicas em três áreas principais: otimização da bateria híbrida, melhoria do desempenho da condução elétrica e maior velocidade de recarga para favorecer a conveniência de utilização, permitem que poupe ao longo do tempo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Gustavo Bom / Global Imagens)

Sofia Tenreiro: “Estamos a captar os portugueses que não queremos que fujam”

O ministro do Trabalho e da Segurança Social, Vieira da Silva (C), ladeado por Ana Teresa Lehmann, secretária de Estado da Indústria (D), e Miguel Cabrita (E), secretário de Estado do Emprego, fala aos jornalistas no final da reunião com administração e Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa para discutirem um modelo de trabalho para o próximo ano, no Ministério do Trabalho e da Segurança Social, em Lisboa, 15 de dezembro ded 2017.  Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Autoeuropa. Governo dá luz verde a creches para destravar diálogo

Mário Centeno. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante

Fitch dá maior subida de rating de sempre a Portugal e coloca país no grupo da Itália

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Conteúdo TUI
Autonomia total é conduzir um carro que se recarrega sozinho