publicidade

Super Bowl 2020. Marcas passam cheque de milhões por 30 segundos

EPA/LARRY W. SMITH
EPA/LARRY W. SMITH

O Super Bowl é um dos programas com maior audiência e, por isso, uma oportunidade para as marcas, que pagam um anúncio de 30 segundo a peso de ouro.

Além do que se passa dentro das quatro linhas do campo de futebol americano, o Super Bowl é conhecido por outras duas coisas: os anúncios, nos quais as marcas gastam milhões de dólares, e o espetáculo ao intervalo. Este ano, a animação no jogo entre os Kansas City Chiefs e os San Francisco 49ers, em Miami, tem um som latino, com a atuação de Shakira e Jennifer Lopez. E, ao nível dos anúncios, faz-se história com a estreia de dois anúncios políticos.

Numa antecipação de um possível duelo nas urnas, o republicano Donald Trump e o democrata Michael Bloomberg gastaram milhões de dólares em anúncios durante o jogo deste domingo. O presidente norte-americano gastou 11 milhões de dólares em dois anúncios de 30 segundos, enquanto o ex-presidente da câmara de Nova Iorque gastou esse mesmo valor num só anúncio de 60 segundos.

Leia mais no DN

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Foto: Leonel de Castro/Global Imagens

Famílias com 12 meses para pagarem rendas do estado de emergência

(João Silva/ Global Imagens)

Papel higiénico, conservas:em 2 semanas, portugueses gastam 585 milhões no super

coronavírus em Portugal (covid-19) corona vírus

140 mortos e 6408 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Super Bowl 2020. Marcas passam cheque de milhões por 30 segundos