Coronavírus

1356 mortos e 31292 casos confirmados de covid-19 em Portugal

covid 19 portugal casos coronavirus DGS
Fotografia: Laurent Gillieron/EPA

Já há 1356 mortos e 31292 casos de covid-19 em Portugal, segundo dados divulgados esta quarta-feira no boletim epidemiológico da Direção Geral de Saúde (DGS). Mais 14 mortos e 295 casos confirmados em 24 horas.

São já 18349 os doentes que recuperaram. Há 510 pessoas infetadas internadas (menos três), 66 nos cuidados intensivos (menos cinco).

Segundo a DGS os sintomas de covid-19 registados são: febre em 29% dos casos, tosse em 40%, dificuldade respiratória em 12%, cefaleia em 20%, dores musculares em 21% e fraqueza generalizada em 15%.

O relatório de situação da DGS aponta agora para 316 364 casos suspeitos desde o início do ano, dos quais 283 186 não confirmados e 1886 pessoas a aguardar resultado laboratorial. Estão em vigilância pelas autoridades de saúde 27 141 pessoas em Portugal.

O Norte regista o maior número de óbitos, 755, seguindo-se Lisboa e Vale do Tejo com 335, a região centro com 235, os Açores com 15, o Algarve com 15 e o Alentejo com um morto. Na Madeira não há mortos a lamentar.

São sete os concelhos em Portugal com mais de 1000 casos confirmados: Lisboa lidera com 2254, seguem-se Vila Nova de Gaia com 1553, Porto com 1349, Matosinhos com 1275, Braga com 1213, Sintra com 1140 e Gondomar com 1079.

DGS 27 covid-19

OMS considera cada vez mais improvável segunda grande vaga

A diretora do departamento de Saúde Pública da Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou esta segunda-feira que é “cada vez mais” improvável uma segunda grande vaga do novo coronavírus, mas aconselhou muita prudência.

Em entrevista à rádio catalã RAC-1, Maria Neira indicou que os modelos de previsão com que a OMS trabalha “avançam muitas possibilidades, desde novos surtos pontuais a uma nova vaga importante, mas esta última possibilidade é cada vez mais de descartar”.

“Estamos muito mais bem preparados em todos os sentidos”, afirmou a médica espanhola, que recomendou “muita prudência e bom senso” numa fase “muito crítica” da pandemia da covid-19 e pediu que a população não “entre em paranoia nem se relaxe demasiado” e que “aprenda a conviver com doenças infecciosas”.

Deveres e obrigações no acesso às praias entram amanhã em vigor

O diploma que regula o acesso, ocupação e utilização das praias de banhos foi publicado em Diário da República.

Os deveres e obrigações dos utilizadores das praias e dos concessionários destes espaços e equipamentos entram amanhã (terça-feira) em vigor, agora que o diploma que regula esta matéria foi publicado em Diário da República. As praias abrem oficialmente a 6 de junho.

Os sintomas do novo coronavírus:

Coronavírus - sintomas

LEIA AQUI TODA A COBERTURA SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Paschal Donohoe

Sucessor de Centeno: Irlandês Donohoe surpreende e bate espanhola Calviño

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Défice de 2020 vai ser revisto para 7%. Agrava previsão em 0,7 pontos

Comissário Europeu Valdis Dombrovskis. Foto: STEPHANIE LECOCQ / POOL / AFP)

Bruxelas acredita que apoio a empresas saudáveis estará disponível já este ano

1356 mortos e 31292 casos confirmados de covid-19 em Portugal