Star Company by Dinheiro Vivo

Inovação. Efacec. Duplo ataque em I&D

EFACEC. © Proibido o uso editorial sem autorização da Global Notícias. Esta fotografia não pode ser reproduzida por qualquer forma ou quaisquer meios electrónicos, mecânicos ou outros, incluindo fotocópia, gravação magnética ou qualquer processo de armazenamento ou sistema de recuperação de informação, sem prévia autorização escrita da Global Notícias.
EFACEC. © Proibido o uso editorial sem autorização da Global Notícias. Esta fotografia não pode ser reproduzida por qualquer forma ou quaisquer meios electrónicos, mecânicos ou outros, incluindo fotocópia, gravação magnética ou qualquer processo de armazenamento ou sistema de recuperação de informação, sem prévia autorização escrita da Global Notícias.

Há duas empresas do grupo no top das mais inovadoras.

A história da Efacec é centenária, sendo a empresa que produziu os primeiros motores elétricos fabricados em Portugal, um passo inovador no início do século XX. Em 2014, a subsidiária Efacec – Engenharia e Sistema foi a terceira maior investidora em inovação e desenvolvimento, de acordo com o ranking da Ignios nos serviços. E o grupo conta com outra empresa noutro top 10 (das produtoras de bens) também sobre a inovação.

Em I&D, através da sua subsidiária que fornece serviços de engenharia, a Efacec investiu quase 300 mil euros em 2014, e na fábrica de motores, geradores e transformadores elétricos este esforço ascendeu a 810 mil euros, sendo a segunda empresa do seu ranking com mais colaboradores na área do I&D. São 95, 8,41% do total de empregados da empresa e mais 68 do que no ano anterior, seguindo os dados compilados pela Ignios para a elaboração destes rankings.

No caso da empresa de serviços de engenharia fundada em 1991, são 57 os empregos na área da inovação, num forte decréscimo face ao ano anterior, em que a empresa empregava 120 colaboradores relacionados com esta área. Ainda assim, a Efacec – Engenharia e Sistemas, que teve em 2014 um volume de negócios da ordem dos 171 milhões de euros, é a terceira que mais emprega em I&D no top 10 das empresas de serviços. A empresa dedica-se a negócios que envolvem projetos de sinalização ferroviária, por exemplo, sistemas de gestão de tráfego ou quadros de ascensores.

Em junho deste ano a empresária angolana Isabel dos Santos comprou 60% da empresa-mãe, a Efacec Power Solutions, por 200 milhões de euros. O negócio foi feito por via de uma sociedade, a que tem como acionista a Empresa Nacional de Distribuição de Eletricidade que faz a distribuição da energia em Angola, existindo a perspetiva de expansão do negócio nesse país. Em 2014, o volume de negócios da Efacec Power Solutions ascendeu a 500 milhões de euros, com as exportações a significarem 75% deste valor, segundo dados do grupo. 2014 foi um ano de grande reestruturação interna do grupo. E este ano foi internamente conturbado, com greves dos trabalhadores a reivindicarem aumentos salariais, que acabaram por acontecer para os salários mais baixos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Theresa May, PM britânica, cumprimenta Mark Rutte, PM holandês. Fotografia: REUTERS/Piroschka van de Wouw

Mais de 250 empresas do Reino Unido contactam Holanda por causa do Brexit

REUTERS/Yves Herman

Comissão Europeia: vistos gold falham na verificação de origem de fundos

4. Peças automóveis

É recorde: Peças para carros valem mais de 11 mil milhões de euros

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Inovação. Efacec. Duplo ataque em I&D