Star Company by Dinheiro Vivo

SATA Air Açores. Maior VAB mas com prejuízos

A Sata Air Azores foi a empresa que mais cresceu em Valor Acrescentado Bruto (VAB)
A Sata Air Azores foi a empresa que mais cresceu em Valor Acrescentado Bruto (VAB)

A SATA Air Açores foi a empresa vencedora do critério Valor Bruto Acrescentado (VAB) nesta listagem das 1500 PME preparada pela Iberinform

A empresa registou, em 2016 um VAB de 37,322 milhões de euros, um valor ligeiramente inferior ao conseguido em 2015, que foi de 37,345 milhões de euros.

Este indicador, que resulta da diferença entre o valor da produção e o valor do consumo intermédio, catapultou a companhia para a liderança deste ranking. Contactada, a empresa não respondeu à solicitação da Dinheiro Vivo em tempo útil, pelo que não é possível apresentar a explicação da empresa para estes valores.
O volume de negócios da companhia de aviação foi ligeiramente inferior, com 32,5 milhões de euros, o que representou um crescimento de 2% face ao ano anterior. Os resultados líquidos foram novamente negativos, atingindo os 3,3 milhões de euros de prejuízo, sendo que quase duplicaram face a 2015. Também o capital próprio é negativo em 37,4 milhões de euros.
O Grupo SATA foi fundado em 1941, sendo hoje um universo de seis empresas: a SATA Air Açores, a SATA Internacional, a SATA Express. A SATA gestão de Aeródromos e a SATA SGPS. O centro de decisão do grupo está localizado nos Açores, na ilha de S. Miguel, em Ponta Delgada. Estas empresas representam um meio regular de acesso dos habitantes das ilhas açorianas e como uma importante peça no desenvolvimento económico e social desta Região Autónoma.

As várias áreas de negócio
A SATA SGPS é a empresa responsável pela gestão integrada das empresas do grupo de transporte aéreo. A SATA Air Açores, a empresa distinguida, pertence integralmente à SATA SGPS e serve as nove ilhas do arquipélago através de um serviço público de transporte aéreo.

Em 2011 passou a operar as ligações entre os Açores, a Madeira e as Canárias, com o nome de SATA Internacional. Esta última foi fundada em 1990 e destina-se a operar as ligações com o exterior das ilhas, nomeadamente nas rotas aéreas para a Europa e América do Norte, ampliando a sua oferta regular com a realização e voos charter. Em 2012 reforçou a sua posição no mercado europeu.
Também a SATA gestão de Aeródromos pertence à SATA Air Açores e foi fundada em 2015. Gere quatro das nove infraestruturas aeroportuárias existentes nos Açores. Por último a SATA Express e Azores Express, igualmente detidas a 100% pela SATA Air Açores, são operadores turísticos localizados no Canadá e nos Estados Unidos, respetivamente. Promovem a oferta de ligações constantes, ao longo de todo o ano, entre a América do Norte e Portugal e comercializa, nesses países, a operação da SATA Internacional.
Com um total de 674 empregados a 31 de dezembro de 2016, a companhia aposta forte nos seus recursos humanos. Formação e desenvolvimento, avaliação de competências e política de estágios – recebeu cerca de 40 estagiários entre 2008 e 2012 – são algumas das políticas que impõe dentro da empresa.
Em 2012, a sociedade inaugurou ainda o Centro de Formação Aeronáutica dos Açores, na ilha de Santa Maria, aproveitando assim um conjunto de sinergias e infraestruturas ali disponíveis. O centro tem como finalidade dotar a companhia, e até a região, com meios adequados para a formação, treino teórico e prático quer da tripulação quer de pessoal de apoio à atividade de transporte aéreo de passageiros e carga.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Défice estabiliza em 377 milhões de euros no primeiro trimestre

Mario Draghi. Fotografia: REUTERS/Francois Lenoir

Draghi. Crescimento europeu está a perder alguma força

Lisboa. (Gonçalo Villaverde / Global Imagens)

Arrendamento vitalício só para quem vive há 25 anos na mesma casa

Outros conteúdos GMG
SATA Air Açores. Maior VAB mas com prejuízos