Superbrands

Superbrands. BCP e EDP conquistam 13º selo dourado. Dolce Gusto leva o primeiro

A carregar player...
Superbrands. BCP e EDP conquistam 13º selo dourado. Dolce Gusto leva o primeiro

O Pestana Palace, em Lisboa, foi o palco da Gala Superbrands, que distinguiu as marcas que mais de destacaram em 2017

A festa das marcas voltou a celebrar o que de melhor se faz no mundo do marketing em Portugal. Na edição deste ano da Gala Superbrands, 33 marcas subiram ao palco do Pestana Palace, em Lisboa, para receber o ambicionado “selo dourado”, que carimba a excelência do trabalho das marcas e da sua relação com os consumidores.

Numa gala que contou com a apresentação de Francisco Menezes, e que apelidou o projeto de “Liga dos Campeões das marcas”, coube a Steve Smith, CEO e fundador da Superbrands Worlwide, dar as boas vindas aos participantes no evento.

“Hoje reconhecemos o trabalho das marcas, desde o seu início humilde até construírem a grandeza que têm hoje. Lembrem-se de quem são. São uma Superbrand e por isso são únicos”, destacou o responsável pela existência do projeto.

Steve Smith encorajou as marcas a usar o selo da Superbrands nos seus produtos ou serviços, uma vez que “está provado que os consumidores ficam mais propensos a comprar ou a usar uma marca” com este carimbo.

Entre as 33 premiadas da noite , duas destacaram-se por terem feito o pleno nestas 13 edições da Superbrands: EDP e Millenium BCP voltaram a subir ao palco para receber o selo dourado. São as únicas marcas portuguesas que se podem orgulhar de ter conquistado tal feito.

O segundo lugar do pódio pertence aos CTT, que nas 13 edições das “super marcas” só falhou uma distinção, logo no primeiro ano do evento em Portugal.

A RTP conquistou a medalha nos últimos cinco anos e o BPI subiu ao palco pelo quarto ano consecutivo.

Do Global Media Group, destacam-se as distinções da TSF e do Diário de Notícias, que repetem o prémio já conquistado no ano passado. O Dinheiro Vivo foi, mais uma vez, media partner da iniciativa.

Para a Dolce Gusto, a 13a edição teve um sabor especial, já que foi a primeira vez que a marca de máquinas e cápsulas de café levou o selo dourado para casa, dez anos após a sua criação.

A entrega dos prémios foi feita por ordem alfabética e contemplou as 33 marcas que vão integrar o livro Superbrands Portugal 2017. Foram premiados os seguintes emblemas:

Amex, Bimby, Bom Petisco, BPI, Branca de Neve, Cartuxa, Chicco, CTT, Diário de Notícas, EDP, ERA Imobiliária, Johnson, Lanidor, Lidl, Mastercard, Médis, Mercedes-Benz, Millennium BCP, Montepio, Nescafé Dolce Gusto, Pestana, Pousadas de Portugal, Rádio Renascença, Remax, RFM, RTP, Sapo, Sport Lisboa e Benfica, Sport TV, Sporting Clube de Portugal, Tranquilidade, TSF e Vista Alegre.

As marcas vencedoras são escolhidas por um Conselho Superior, composto por personalidades das próprias marcas, das associações representativas do setor de Marketing e Publicidade e ainda das Agências de Publicidade e Gestão das Marcas.

Este painel classifica uma lista inicial que é composta por mais de 1300 marcas presentes no mercado, de acordo com critérios como o “domínio de mercado”, a “longevidade”, a “goodwill”, a “fidelização” e a “aceitação.

Além do Conselho Superior, também os consumidores são chamados a manifestar-se sobre as marcas que têm em casa. Os atributos a votos são as “marcas em que mais confia”, “marcas com que se identifica”, “marcas que satisfazem as suas necessidades” e “marcas que considera mais conhecidas”.

A seleção final é obtida após uma ponderação que junta a votação do Conselho Superior e do público.

A Superbrands está em Portugal há 12 anos e distribuiu desde então mais de 180 selos dourados.

O evento entregou ainda o prémio Superbrands Solidário, que este ano coube à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV). João Lázaro, presidente da associação, subiu ao palco para receber a distinção.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Gustavo Bom / Global Imagens)

Sofia Tenreiro: “Estamos a captar os portugueses que não queremos que fujam”

O ministro do Trabalho e da Segurança Social, Vieira da Silva (C), ladeado por Ana Teresa Lehmann, secretária de Estado da Indústria (D), e Miguel Cabrita (E), secretário de Estado do Emprego, fala aos jornalistas no final da reunião com administração e Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa para discutirem um modelo de trabalho para o próximo ano, no Ministério do Trabalho e da Segurança Social, em Lisboa, 15 de dezembro ded 2017.  Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Autoeuropa. Governo dá luz verde a creches para destravar diálogo

Mário Centeno. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante

Fitch dá maior subida de rating de sempre a Portugal e coloca país no grupo da Itália

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Conteúdo TUI
Superbrands. BCP e EDP conquistam 13º selo dourado. Dolce Gusto leva o primeiro