Lisboa, 30/04/2021 - O convidado para entrevista TSF / DV, Miguel Frasquilho, presidente do conselho

"Não há condições para um entendimento entre acionistas da Groundforce"

O chairman da TAP diz que o plano de reestruturação da empresa deve ser aprovado por Bruxelas neste mês e que um despedimento coletivo ainda não pode ser descartado. "Esse seria o nosso objetivo, que não houvesse despedimento coletivo. Não posso dar aqui nenhuma garantia que isso não venha a ocorrer", afirma, em entrevista. Defende ainda que "a decisão de salvar a TAP" trará retorno à economia e quanto à Groundforce, avança que o único cenário que está excluído é a nacionalização.

Maia, 12/08/2020 - TAP Air Portugal no aeroporto Francisco Sá Carneiro.  (Leonel de Castro/Global Imagens)

Groundforce: TAP diz que contratos são "válidos"

Os administradores indicados pela TAP "foram impedidos de votar" na reunião da Groundforce que decidiu a anulação dos contratos de compra e venda dos equipamentos, celebrado em março. Em comunicado, a TAP diz ainda que: "ao contrário do que se pode eventualmente depreender do comunicado" não se iniciaram quaisquer negociações "com vista 'a refazer os contratos' e a TAP não encontra qualquer justificação para que essas negociações devam acontecer".