Filipe Charters de Azevedo

Continuamos a pagar a ADSE

A ADSE não é inteiramente financiada pelos trabalhadores. Sim, há financiamento público à ADSE. O argumento moral, ad nauseam, de que a ADSE apenas diz respeito aos seus beneficiários e que é tudo semelhante aos seguros de saúde privados oferecidos pelas empresas cai assim por terra. Além disso, caso haja saldos positivos, esses são integrados nas contas do Estado. Ou seja, a responsabilidade pública está lá. Toda esta confusão pode ser resumida numa única questão: se a ADSE tiver dificuldades financeiras, quem irá pagar suportar o seu custo?

Filipe Charters de Azevedo

Não aos impostos e subsídios virtuosos!

A pedido do PAN, o governo vai lançar em 2021 um imposto sobre as licenças de aviação. Vou enquadrar melhor: o setor está moribundo, sem procura. A solução? Carregar no preço com uma taxa! Portugal é líder europeu na produção de bicicletas. Durante a pandemia este produto nacional esgotou-se praticamente em todas as lojas, sobretudo à volta das grandes cidades e mesmo nos mercados internacionais. Falta produto no mercado. A solução? A Câmara de Lisboa lançou um subsídio à compra de bicicletas - para baixar os preços sentidos pelo consumidor, preços que o consumidor podia pagar.