Inês Teotónio Pereira

O triunfo dos filhos

Nunca o mundo esteve tão refém de filhos como hoje. Tenho filhos dos 22 aos 9 anos e acreditem que é latente o crescimento do poder dos filhos. Tipo polvo. Orwell e Huxley pensaram em tudo, imaginaram os cenários mais tenebrosos a respeito do aprisionamento da mente, da liberdade, da ausência de discernimento dos humanos. Mas nunca pensaram que nós perdêssemos a cabeça com os filhos, ao ponto de nos escravizarmos desta forma. Que fossem as crianças, os adolescentes, que nem os sapatos sabem apertar, a mandar nisto tudo.

A sustentabilidade deve estar no ADN da empresa

No âmbito do primeiro relatório do Observatório dos Objetivos Desenvolvimento Sustentável (ODS), desenvolvido pelo Center for Responsible Business & Leadership da Católica Lisbon, apenas 18,3% das grandes empresas e 6,8% das PME avaliadas afirmaram que os ODS guiam a sua atividade. Para uma empresa ser verde, não é suficiente ter apenas um departamento dedicado para tal. A sustentabilidade é um assunto urgente e que deve ser tido em conta em todas as vertentes da empresa.

Millennials: de que forma gerem as finanças pessoais?

Os Millennials, jovens nascidos entre 1980 e 1996, são menos consumistas, fogem do endividamento e preferem a experiência à posse, consomem de forma mais racional, estudam o mercado e comparam preços - revela o relatório do Bureau of Labor Statistics (BLS) de 2020. A verdade é que grande parte dos estudos que correlacionam as diferentes gerações com a segurança financeira, mostram que esta geração enfrenta menos disponibilidade financeira do que as precedentes.

Dia Internacional da Privacidade de Dados

No dia 28 de janeiro celebrou-se o "Dia Internacional da Privacidade de Dados" e em 2023 registamos o 5º ano da implementação do Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD) que veio estabelecer um sistema uniforme de regras para a proteção de dados pessoais na Europa, harmonizando, entre outros, a proteção dos direitos e liberdades fundamentais das pessoas físicas em relação às atividades de processamento de dados pessoais. Desde 2018 que este regulamento veio melhorar substancialmente a proteção de dados e os direitos de privacidade para os cidadãos da e na União Europeia. O seu alcance, no entanto, estende-se para além da UE uma vez que qualquer empresa que processe dados pessoais de cidadãos da UE deve cumprir com as suas disposições.

Porque devem as empresas antecipar-se à obrigatoriedade da faturação eletrónica?

Se, até dezembro de 2022, as microempresas e PME fornecedoras do setor público podiam ainda não estar preparadas para responder à obrigatoriedade de faturação eletrónica nos contratos públicos, desde 1 de janeiro, foram obrigadas a implementar este sistema de emissão de faturas nos seus negócios. Antecipar pode ser a jogada certa para quem não quer ser apanhado de surpresa, e são muitos os benefícios que estão associados a esta mudança.

Proibição de venda de imóveis a estrangeiros: ideologia ou solução?

A 24 de janeiro, o Bloco de Esquerda submeteu o Projeto de Lei n.º 510/XV/1 com o objetivo de proibir a "venda de imóveis em território nacional a pessoas, singulares ou coletivas, com residência própria e permanente ou sede no estrangeiro, por forma a combater a escalada de preços com a habitação". O Governo já terá feito saber que não está a equacionar qualquer tipo de proibição que, desde logo, seria de complexa aplicação pelo enquadramento de Portugal nas regras da União Europeia. Apesar de não produzir, por agora, nenhum resultado legislativo, o referido PL já trouxe para a praça pública mais uma rodada de alarido sobre os estrangeiros como os culpados na subida os preços da habitação.