Atualidade

Após rejeição da oferta da Microsoft, ByteDance poderá vender TikTok à Oracle

EPA/DIVYAKANT SOLANKI
EPA/DIVYAKANT SOLANKI

Embora tenha sido a primeira anunciar o interesse na app, a ByteDance rejeitou a oferta da Microsoft. Oracle estará melhor posicionada, dizem fontes.

Num curto comunicado, a Microsoft anunciou que as negociações com a ByteDance sobre a venda da operação do TikTok nos Estados Unidos não chegaram a bom porto. A Oracle, outra das interessadas na empresa, terá sido a escolhida, avança a agência Reuters.

A aplicação de vídeos curtos está no centro de uma batalha política entre Washington e Pequim, após Donald Trump afirmar que o TikTok representa um perigo para a segurança nacional do país, pressionando a ByteDance a vender a filial norte-americana caso queira continuar disponível nos EUA. Embora existam algumas dúvidas sobre o prazo final para que as negociações estejam concluídas, a Microsoft anunciou ao final da noite de domingo que estava fora da corrida.

“A ByteDance deu-nos conhecimento hoje de que não irá vender a operação do TikTok nos Estados Unidos à Microsoft”, anunciou a empresa, em comunicado. “Estamos confiantes de que a nossa proposta teria sido boa para os utilizadores do TikTok, ao mesmo tempo em que eram protegidos os interesses de segurança nacional.”

A tecnológica refere que, para cumprir com a proposta em cima da mesa, teria de fazer mudanças significativas para “garantir que o serviço estava à altura dos parâmetros de segurança, privacidade, segurança online e combate à desinformação”. Numa nota final, a Microsoft refere ainda que está “ansiosa para perceber como é que o TikTok evolui nestes temas”, vistos pela dona do Windows como importantes.

Tendo sido anunciado há algumas semanas que a Oracle também está na corrida, várias fontes apontam que a tecnológica co-fundada por Larry Ellison estará numa posição mais vantajosa nas negociações. Se, na semana passada, a Reuters avançava que a ByteDance não estaria interessada em vender a operação a nenhuma das interessadas caso tivesse de entregar também o código do serviço, esta semana é indicado que a Oracle terá apresentado uma proposta ligeiramente diferente, de parceria e não aquisição, cumprindo assim com os desejos da dona do TikTok.

Com Trump a anunciar na semana passada que não pretende estender o prazo limite para as negociações estarem concluídas, resta saber se estas alterações aos termos do acordo são vistos com bons olhos pela Casa Branca.

Numa primeira ordem executiva, a administração Trump indicava que o negócio teria de estar concluído ainda esta semana, até dia 20 de setembro. Mais tarde, uma segunda redação do documento indicava um novo prazo, a 12 de novembro.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Arquivo/ Global Imagens

Transações de casas caíram 35,25% em abril. Preços começam a abrandar

Ramiro Sequeira TAP

Novo CEO da TAP diz ser vital ter “bom senso e calma” para tomar decisões

(JOSÉ COELHO/LUSA)

Cadeias de retalho contra desfasamento de horários. Aguardam publicação da lei

Após rejeição da oferta da Microsoft, ByteDance poderá vender TikTok à Oracle