Tecnologia

Microsoft está a negociar a compra da rede social TikTok

TikTok
TikTok (Kon Karampelas/Unsplash)

Rede social chinesa que mais cresce no mundo pode estar perto de passar a pertencer à Microsoft depois de acusações de espionagem do governo de Trump

A notícia é avançada pelo New York Times e indica que a rede social de maior crescimento dos últimos tempos, a chinesa TikTok, é o alvo da Microsoft. A publicação cita uma pessoa ligada às conversações, que decorrem numa altura em que o presidente dos EUA, Donald Trump, já admitiu que está a ponderar proibir a app nos Estados Unidos.

Sem indicar o quão avançadas estão as negociações entre Microsoft e TikTok, a publicação explica que uma compra pela Microsoft poderia solucionar os problemas recentes com as autoridades dos EUA, que olham para a app chinesa como possível fonte de espionagem do Estado chinês, algo que nunca foi provado. Certo é que o governo norte-americano considera que o serviço representa uma ameaça à segurança nacional.

O TikTok pertence à chinesa ByteDance que, muito graças à rede social de vídeos, vale já 100 mil milhões de dólares. Para responder à críticas, o TikTok que recentemente contratou para seu CEO Kevin Mayer, um dos principais executivos da Walt Disney, admitiu já esta semana disponibilizar acesso aos seus algoritmos – algo que nenhuma das outras redes sociais nunca fez – e falava-se na possibilidade de criar uma nova empresa americana para a operação nos EUA.

A Microsoft já tem na sua longa lista de serviços uma rede social, já que adquiriu o LinkedIn – uma rede social de âmbito profissional – em 2016 por um valor recorde para o gigante tecnológico: 26,2 mil milhões de dólares (22,2 mil milhões de euros).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Foto: EPA/PATRICK SEEGER

Bruxelas dá luz verde a Banco Português de Fomento

Exemplo de ouro numa loja de câmbio em Klaaswaal, Países Baixos. (EPA/ROBIN VAN LONKHUIJSEN)

Ouro atinge recorde e excede os 2 mil dólares

Centenas de turistas visitam todos os dias os jardins do Palácio de Cristal, no Porto. Fotografia: Leonel de Castro/Global Imagens

FMI: Portugal com perdas acima de 2% do PIB devido à quebra no turismo

Microsoft está a negociar a compra da rede social TikTok