Opinião: João Almeida Moreira