Coronavírus

Selo Clean & Safe. Guias intérpretes também podem ter selo

Fotografia:  Álvaro Isidoro/ Global Imagens
Fotografia: Álvaro Isidoro/ Global Imagens

O Turismo de Portugal, em parcerias com as entidades do setor, desenvolveu a possibilidade de os guias intérpretes aderirem à iniciativa Clean & Safe.

São cada vez mais as atividades que podem obter o selo Clean & Safe do Turismo de Portugal. A autoridade nacional de turismo revelou esta sexta-feira que os campos de golfe pode candidatar-se e agora também os guias intérpretes. “O Turismo de Portugal, em parceria com o Sindicato Nacional da Atividade Turística, Tradutores e Intérpretes (SNATTI) e a Associação Portuguesa dos Guias-Intérpretes e Correios de Turismo (AGIC), desenvolveu a possibilidade de também os Guias Intérpretes aderirem à iniciativa Clean & Safe”, pode ler-se no comunicado.

Para que estes profissionais possam aceder a este selo têm de “frequentar o programa de formação especialmente desenvolvido pelo Turismo de Portugal para esta situação, que consiste numa sessão formativa de 2 horas, destinada exclusivamente a Guias Intérpretes. Os formandos recebem posteriormente um ‘Certificado de Formação Clean & Safe’, numerado e emitido pelo Turismo de Portugal, que deverá ser enviado para a respetiva associação ou sindicato” concretizando assim a adesão ao Selo. Após estes procedimentos, recebem o novo cartão profissional com a insígnia da iniciativa Clean & Safe.

Os profissionais que não estão inscritos nem no sindicato nem na associação podem também frequentar a formação e solicitar a uma destas duas entidades a emissão do selo Clean & Safe.

Tal como nas outras atividades, este selo é gratuito e válido até 30 de abril de 2021.

Selo na empresas de turismo

No caso das unidades ligadas ao turismo, este selo pode ser pedido online pelos empreendimentos turísticos, empresas de animação turística e agências de viagens. Terá validade de um ano, é gratuito e opcional. Exige, segundo o comunicado da autoridade de turismo do final de abril, “a implementação nas empresas de um protocolo interno que, de acordo com as recomendações da Direção-Geral da Saúde, assegura a higienização necessária para evitar riscos de contágio e garante os procedimentos seguros para o funcionamento das atividades turísticas”.

O selo pode ser pedido nas plataformas digitais do Turismo de Portugal: RNET (Registo Nacional dos Empreendimentos Turísticos), RNAAT (Registo Nacional dos Agentes de Animação Turística) e RNAVT (Registo Nacional dos Agentes de Viagens e Turismo) e vai estar sempre associado ao número de registo da entidade. Quando as empresas submeterem a Declaração de Compromisso, podem passar a usar o selo, tanto colocando de forma visível nas suas instalações como nas plataformas online.

Para assegurar que os estabelecimentos com o selo cumprem, de facto, as condições exigidas, o “Turismo de Portugal, em coordenação com as entidades competentes, irá realizar auditorias aleatórias aos estabelecimentos aderentes”. Até ao momento, no total, foram disponibilizados mais de 4.500 selos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Lisboa,  29/09/2020 - Ursula Von der Leyen, Presidente da Comissão Europeia.
(Paulo Alexandrino/Global Imagens)

Ursula von der Leyen. “Portugal é único e tem agora oportunidades maravilhosas”

Portugal's Prime Minister Antonio Costa speaks during presentation of the European and Portuguese Recovery and Resilience Plans, at Champalimaud Foundation, in Lisbon, Portugal, 29 September 2020. Ursula Von Der Leyen is in Lisbon for a two-day official visit. MÁRIO CRUZ/LUSA

Portugal recorrerá só a subvenções. Empréstimos só quando situação melhorar

ANTONIO COTRIM/ LUSA

Von der Leyen: Instrumento “SURE é um escudo para os trabalhadores e empresas”

Selo Clean & Safe. Guias intérpretes também podem ter selo